Parceiros no humor, no canal Porta dos Fundos, Fabio Porchat e Luis Lobianco vão se encontrar em um ambiente completamente diferente no próximo domingo (5). Nessa data, os comediantes são os convidados do programa Tamanho Família, apresentado por Márcio Garcia. No sofá de Porchat, estarão a mulher, Nataly, a mãe Isabella e a irmã Alice. Já Lobianco formou o time com a mãe Irene, a tia, Regina Célia, e a prima Cleide. No palco, os dois fizeram compras no mercado, disputando promoções, e jogaram mímica.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

“Eu e Alice nos entendemos no olhar. As piadas nem precisam terminar”, conta Fábio sobre sua relação com Alice. Em casa, ele sempre foi o organizado da família. “Eu gosto de jogar coisa fora. Mas tenho muito medo de entrar no quarto da minha irmã. Ela guarda até etiqueta de roupa”, entrega Porchat, que lembra de como transformou os primos em irmãos quando se mudou de São Paulo para o Rio de Janeiro para estudar teatro e morou na casa dos tios. “Meus primos são primos-irmãos mesmo. Troquei fralda, contava história para dormir, viajava, infernizava a vida deles”, diverte-se o ator.

+Leia também: Netflix anuncia a segunda temporada de ‘O Mecanismo’, série volta em maio!

Já Lobianco se derrete quando fala da avó e suas mães. “Fui criado por mulheres fortes. Eu tinha uma paixão pela minha avó. Deu match de cara. Ela é muito amorosa, cuida de todo mundo, muitas vezes abriu mão do conforto dela na minha infância. Quando perdi minha mãe biológica, fiquei com ela”, lembra o ator. Anos depois, ele encontrou sua segunda mãe, Irene. “Ela chegou, reorganizou a nossa família e eu tive o privilégio de estar no casamento dos meus pais”, conta ele, que resume sua relação com a família: “Família é absolutamente tudo. É de onde eu tiro meus personagens, onde eu aprendi a ser artista, onde eu aprendi valores de honestidade, de seguir uma vida ponderada, olhar para todos os lados, não trazer preconceitos, respeitar todas as pessoas. Tem família que está sempre bem, mas não aprofunda as relações. A gente, não. A gente briga, discute, tem confusão por causa de tudo, mas no fim das coisas está todo mundo junto”.

Rick & Renner prometem DVD para celebrar turnê de retorno da dupla