Esposa do ator Douglas Silva, Carol Silva foi às redes sociais para afirmar que ela e sua família estão recebendo mensagens de ódio e de preconceito contra o marido, atualmente confinado no Big Brother Brasil 22 (Globo).

Segundo ela, tudo começou depois de um blog publicar textos preconceituosos contra Douglas além de outros participantes como Linn da Quebrada. Em nota, ela promete ir à Justiça para identificar quem fez a publicação.

VEJA TAMBÉM: Luciano é o primeiro eliminado e Tadeu Schmidt dá bronca na galera

“Familiares, amigos e fãs estão consternados com todas as mensagens de ódio que estão sendo proferidas ao Douglas e sua família através de um blog anônimo. Todas as medidas judiciais estão sendo tomadas para que os responsáveis sejam investigados e punidos”, diz.

Douglas conquistou a primeira Liderança do BBB e como de praxe, o ator precisou dividir a casa entre VIP e xepa. No entanto, ele surpreendeu ao escolher apenas homens para o acompanharem no quarto do Líder.

Mas a escolha não foi estratégia. DG, apelido que ganhou dos colegas do programa, disse que seguiu um pedido feito por sua filha mais velha, Maria Flor, 10. Em conversa com os colegas de confinamentos na madrugada deste sábado (22), Douglas Silva contou: “Sabe o que veio na minha cabeça? A Maria Flor: ‘Pai se você ganhar o líder eu não quero nenhuma mulher dormindo lá no quarto'”.

CONFIRA TAMBÉM: Luciano diz que pegaria Paulo André e Linn da Quebrada

O ator indicado ao Emmy por interpretar Acerola na série “Cidade de Deus” (2007, Globo) escolheu Pedro Scooby, Paulo André, Tiago Abravanel, Luciano, Rodrigo e Lucas para o VIP. Ao perder o Líder para DG, Rodrigo ficou com o Anjo.

E na noite desta quarta-feira (26), ele deverá ganhar uma festa com direito a tema especial escolhido por ele.

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix