A abertura oficial do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão acontece na noite deste sábado, 1, no Auditório Claudio Santoro, com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo regida pela maestrina Marin Alsop – é a sua volta ao grupo depois de um mês de cancelamentos provocados por questões de saúde. Ela terá ao seu lado o pianista Makoto Ozone, que vai interpretar a Rhapsody in Blue, de Gershwin; o programa tem ainda como destaque as Variações de André Mehmari.

A edição 2017 do festival confirma o movimento de queda no orçamento iniciado há alguns anos. Entre 2015 e 2016, houve redução de 30% no investimento. No ano passado, o festival custou R$ 4 milhões, com R$ 1,7 milhão do governo de São Paulo e R$ 2,3 milhões de patrocínio. Este ano, a verba é de R$ 3 milhões, valor advindo de patrocínios privados, sem participação do Estado. Por conta disso, caiu o número de bolsistas e a programação pedagógica é realizada em São Paulo, com apenas concertos em Campos, a maior parte deles realizada também na Sala São Paulo.

A orquestra acadêmica, formada por alunos do festival, vai fazer dois programas interessantes. Nos dias 15 e 16, será comandada pelo maestro inglês Neil Thomson, diretor da Filarmônica de Goiás, com obras de Guerra-Peixe e Rimsky-Korsakov. E, nos dias 22 e 23, por Alexander Liebreich, em um programa que tem como destaque as Canções de Um Viajante, de Gustav Mahler, com solos do barítono Paulo Szot e Till Eullenspiegel, de Strauss. Um grupo de 41 bolsistas também foi selecionado para atuar com a Osesp na interpretação da Sinfonia n.º 7 de Shostakovich na Sala São Paulo, com regência de Marin Alsop.

Além da extensa programação de câmara, o festival terá ainda uma série dedicada especialmente às criança e vai receber orquestras como a Sinfônica Juvenil da Bahia, grupo que integra o Neojiba (Núcleos estaduais de orquestras jovens e infantis da Bahia). O conjunto vai se apresentar na Sala São Paulo e em Campos, nos dias 22 e 23, sob o comando do maestro e pianista Ricardo Castro.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.