O Festival Internacional É Tudo Verdade (entre 4 e 14/4 em SP e no Rio) anunciou nesta terça-feira suas atrações para este ano. O evento segue depois para Brasília e Campinas. Serão 82 filmes de 26 países. Avi Mograbi, Alain Berliner, Helena Solberg, Flávio Frederico e Sylvio Back são alguns dos diretores que mostrarão novos trabalhos no 18.º É Tudo Verdade. Nesses 18 anos, a mostra se consolidou, como a própria cultura do documentário, no Brasil. Há um recorte muito forte de filmes políticos, diz Amir Labaki, que dirige o festival. Na seleção dos títulos o critério não foi social nem ideológico. “Qualidade, qualidade, qualidade”, ele definiu.

Uma das surpresas desta edição é o documentário de William Shatner, “Os Capitães”. O almirante Kirk da série “Jornada nas Estrelas”, viaja em busca de todos os atores que fizeram o papel. O grande homenageado com a retrospectiva é o russo Dziga Vertov, nome maior do documentário. Sua obra, que sofreu muita censura na antiga URSS, vai ressurgir restaurada de um jeito nunca antes visto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.