São sete noites e sete histórias diferentes na missão de provar que o cardápio cultural do Chile não se resume aos famosos vinhos. A partir de amanhã, começa o Festival de Cinema Chileno em São Paulo, que trará sete longas escolhidos cuidadosamente da última safra do país no Reserva Cultural.

“Santiago e São Paulo são cidades de comportamentos parecidos. Queremos mostrar aos paulistanos que o Chile também faz bom cinema”, apresenta o diretor comercial do ProChile, órgão do Ministério de Relações Exteriores do país, responsável pelo evento.

Na seleção, ganham destaque as comédias, que compõem metade da mostra. A programação começa amanhã com o drama de ficção “199 Recetas para Ser Feliz” (199 Receitas para Ser Feliz), do diretor Andrés Waissbluth. No sábado, é a vez da ficção “La Buena Vida”, de Andrés Wood, ganhador do prêmio Goya, considerado o Oscar do cinema espanhol, em 2009. “Alicia en el País”, será exibido no domingo. Na noite seguinte, a atração é “Tony Manero”, drama de Pablo Larrain, premiado no Festival Internacional de Valdívia.

Na terça-feira, será exibida a comédia romântica “El Regalo” (O Presente). Duas comédias encerram o festival: “Malta con Huevo” (Cerveja Preta com Ovo), do diretor Cristóbal Valderrama Blanco, na quarta-feira, e “El Rey de los Huevones” (O Rei dos Tontos), na quinta. As informações são do Jornal da Tarde.

2º Festival de Cinema Chileno em São Paulo – Reserva Cultural: Av. Paulista, 900. Tel. (011) 3287-3529. De amanhã até 03/09, às 21h30. Preço: R$ 15 (ingressos devem ser comprados com antecedência na bilheteria). www.festivaldecinemachileno.com.br