Desde 2004, quando foi criado, o selo Sesc já lançou 74 produções, entre CDs e DVDs. Este ano, na contramão do mercado, bastante tímido com relação a lançamentos, o coordenador do selo, Wagner Palazzi, e sua equipe programaram outros títulos importantes além do filme dirigido por Ariane Mnouchkine. Entre eles está o filme O Sal da Terra, pré-indicado ao Oscar, que Wim Wenders fez com o fotógrafo Sebastião Salgado.

Palazzi justifica o projeto de construção de um catálogo com produções de cinema, teatro e música como uma proposta de registro de caráter histórico e não comercial. Tanto que parte do conteúdo estará disponível para consulta no portal do Sesc (não para download). “Nosso catálogo tem músicos populares e eruditos, como Boulez.”

Entre os CDs programados para 2015 está o último trabalho de Cesária Évora e um disco instrumental de Pepeu Gomes. Entre os DVDs, um deles traz a derradeira entrevista com o documentarista Eduardo Coutinho feita por Carlos Nader. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.