Lançado há 40 anos, o filme Lance maior (1968), do cineasta Sylvio Back, ganha essa semana uma edição em livro. Homônima do filme, a publicação traz ao leitor o roteiro do longa filmado em Curitiba e de grande sucesso em todo o Brasil. O filme envolveu atores como Reginaldo Faria, Regina Duarte e Marília Pera.

Lance maior foi o primeiro longa-metragem de carreira de Back, por isso, o livro é como uma homenagem ao filme. “A publicação é uma grande comemoração aos 40 anos do filme Lance maior. Chega a ficar com lágrimas nos olhos ao ver o sucesso que se tornou meu trabalho, as vezes penso que nem fui eu que produzi”, brinca o cineasta.

Ao longo de sua carreira Back lançou 11 livros com roteiro de seus filmes. “Gosto de levar o filme para o livro e introduzir o espectador na ante-sala do cinema. Acredito que o livro é um subsídio para ver o filme. Muitas vezes o que está escrito no livro não transmite o sentimento e idéia que são passados quando a história é exibida na tela”, compara.

Ao contrário de outros autores, ao publicar seus roteiros em livros, Back se preocupa com a maneira que história do filme é passada ao leitor. “Quando publico um roteiro em livro gosto de escrever o filme como uma pequena novela ao leitor. Deixo de fora os jargões e termos cinematográficos para manter o foco na história”, explica.

A decisão de deixar os jargões de fora da publicação tem outra explicação. Ao escrever o roteiro o cineasta diz que ainda não sabe quais planos de câmera irá usar em cada cena.

“São três momentos principais na produção de um filme: O primeiro deles consiste na pesquisa, construção do roteiro e orçamento. Depois pensamos na filmagem: tornar visível aquilo que é invisível no roteiro. Já o último passo, consiste na edição das cenas filmadas, nesse momento entram os diálogos, sons, sentimentos”, explica.

Além do roteiro, o livro conta com alguns extras, como um making-of e um caderno imagens em preto-e-branco feitas pelo fotógrafo do filme, Hélio Silva. Curitiba foi escolhida pelo cineasta para ser palco da história dos jovens que buscam os ideais perdidos. Eles representam a inquieta juventude moderna, ansiosos por amor e aventura.

Além de Curitiba, Antonina, no litoral do Estado, também serviu de cenário para o longa. “Lance maior reinaugurou o cinema paranaense. Na época, os curitibanos eram contra à televisão.

Quando chamei Regina Duarte para atuar todos ficaram ressabiados, mas, depois, caíram de quatro com a repercussão do filme. Lance maior foi um longa que inspirou muita gente e mudou o panorama do cinema na região Sul do Brasil”, orgulha-se o cineasta.

Atualmente Back está terminando de produzir o trigésimo sétimo longa-metragem de sua carreira. As filmagens de O Contestado – restos mortais, foram finalizadas no último mês. Em 100 dias, o material deve ser finalizado.

Serviço

Em comemoração aos 40 anos do filme e ao lançamento do livro, a Cinemateca exibe, a partir das 19h30 de hoje, o filme Lance maior. A cinemateca fica na Rua Carlos Cavalcanti 1174, no Centro de Curitiba. Back estará no local autografando livros. A entrada é franca.