Depois que Gilberto Braga e Manoel Carlos manifestaram o desejo de se dedicarem mais às minisséries, a Globo parece ter dado um jeito na situação. A emissora pensa em apostar nos dois autores para futuras novelas das 23h, que têm menos capítulos.

Por um lado, é menos espaço para apostar em novos nomes. Por outro, evita-se problemas como o que aconteceu com Liberdade, Liberdade, que teve a autora Márcia Prates afastada.