O Programa do Jô pode estar com os dias contados. Segundo informações divulgadas pelo portal UOL, a Rede Globo decidiu acabar com a atração. Assim, o principal talk show da TV brasileira só iria até o final deste ano e depois sai do ar.

A decisão foi tomada em uma reunião de diretores da emissora e anunciada por Ricardo Waddington, diretor de gênero responsável por atrações como o Amor & Sexo, Domingão do Faustão e Altas Horas – além do próprio Jô.

Não há informações sobre o futuro do apresentador, que tem contrato com a Globo até o final deste ano. O fim do Programa do Jô já era esperado, até porque a Globo já estava estudando um projeto para substituí-lo, um talk show de Marcelo Adnet. A atração deve estrear no segundo semestre em edições semanais, na chamada terceira faixa de shows da emissora (antes do Jornal da Globo). No ano que vem, deve ocupar a vaga do Jô (ou dividi-la com outro programa). O programa de Adnet terá banda, esquetes e sofá, mas receberá apenas um convidado por edição. Um piloto foi gravado com o ator Mateus Solano.

O Programa do Jô começou a sofrer desgaste com o passar dos anos, mas os problemas de fato começaram em 2014 quando passou a ter a concorrência de Danilo Gentili no SBT. Em 2014 também, Jô sofeu um duro golpe com a morte do filho autista. Quando retomou as atividades, o apresentador voltou mais frágil, sem o mesmo vigor de antes.

Atuando na televisão brasileira desde os anos 1950, Jô fez sucesso com programas humorísticos na Rede Globo, como Viva O Gordo. Em 1987, foi contratado pelo SBT para comandar o primeiro talk show de sucesso da TV, o Jô Soares Onze e Meia. Em 2000 voltou para a Globo com o mesmo formato do Programa do Jô.