Após adotar a política de contratar os artistas por obra, não mais por longos períodos em que, muitas vezes, eles ficam recebendo salário sem trabalhar, a Globo decidiu tomar uma medida para acabar com a festa de ficar escolhendo trabalhos.

Segundo informações do site Notícias da TV, quem ficar com muita frescura vai ser simplesmente dispensado – com exceção de alguns atores considerados especiais (aqueles que a emissora não quer ver de jeito nenhum na concorrência), que continuarão trabalhando para ela, mas sem muitas regalias mais.

Nesse último caso, estão pelo menos dois galãs da emissora: Murilo Benício e Caio Castro, que recusaram papéis no ano passado, respectivamente em A Regra do Jogo e Haja Coração. Outros nomes visados, que costumam ficar escolhendo demais, são Cauã Reymond, Chay Suede, Débora Falabella, Isis Valverde e Mariana Ximenes.