Convidada por Gloria Perez para encarnar a tenente Érica na novela Salve Jorge, Flávia Alessandra achou que ia fugir do estereótipo sensual que marca a maioria das suas atuações na TV. “Achei que era meio masculinizada. E ela garantiu que Érica será supersensual. E no convívio com as militares na Aman (Academia Militar das Agulhas Negras) percebi que elas são vaidosas, mulherzinhas e estão sempre de rímel, batom”, conta a atriz, que ainda descobriu que elas fazem sucesso entre eles. “Descobri que existe o fetiche das fardas femininas. Elas bombam!”

E para dar conta do recado, além dos cinco dias de laboratório na Aman, Flávia está malhando muito. “Comecei um programa inspirado no Treinamento Físico Militar, que é puxadíssimo”. A inspiração foi a rotina dos militares que ela conheceu de perto na Aman -onde acordou às 5h, fez equitação e aprendeu a atirar -e nos tempos de menina. Flávia é filha de militar. “Meu pai, Hélio, era da Marinha Mercante, está todo orgulhoso”, conta.

Pelotão

Flávia Alessandra integra o núcleo de militares que ainda conta com Sidney Sampaio, Murilo Rosa, Leonardo Carvalho, Fernanda Paes Leme, Rodrigo Lombardi e Oscar Magrini. A participação deles será fundamental desde o primeiro capítulo da novela, que começa com a tomada pelas forças policiais do Complexo do Alemão.