O jornal britânico “The Guardian” elegeu “O Mestre”, longa de Paul Thomas Anderson com Joaquin Phoenix, o primeiro de sua lista de dez melhores filmes de 2012.

O segundo e o terceiro lugar ficaram, respectivamente, com “Ted”, de Seth MacFarlane, e “Amor”, de Michael Haneke.

O texto da publicação explica o título de melhor do ano para “O Mestre”. “Plateias elogiaram as atuações, mas reclamaram da “falta de história”. Mas o que Anderson está oferecendo é algo mais próximo de um colossal e ambicioso retrato, ou retrato duplo […].

A performance intensa e extremamente compremetida de Phoenix faz de ‘O Mestre’ o melhor filme do ano, diz o artigo. “O Mestre” é ambientado após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

No roteiro, Lancaster Dodd’s (Philip Seymour Hoffman) retorna aos Estados Unidos e decide formar um culto -inspirado na Cientologia- para tentar esquecer dos horrores vividos por soldados durante o conflito.

O líder se torna rapidamente popular e acaba se tornando uma espécie de chefe para Freddie Quell (Joaquin Phoenix), um soldado violento e alcoólatra.

Confira os dez melhores filmes de 2012, segundo o “Guardian”:

1. “O Mestre” (Paul Thomas Anderson)Homem carismático e inteligente cria uma organização baseada na fé que setorna popular nos anos 1950

2. “Ted” (Seth MacFarlane)
A história de um homem e seu nada inocente ursinho de pelúcia, que o acompanha desde a infância

3. “Amor” (Michael Haneke)
Um dia, Anne sofre um princípio de enfarte que a deixa paralisada. O marido terá que cuidar dela agora

4. “O Lado Bom da Vida” (David O. Russell)
Após quatro anos internado em um sanatório, um ex-professor pretende consertar os erros do passado

5. “Holy Motors” (Leos Carax)
A história de um homem que muda constantemente, adquirindo milhares de identidades e personalidades

6. “Isto Não É um Filme” (Mojtaba Mirtahmasb e Jafar Panahi)
Mostra um dia na vida do cineasta Jafar Panahi, preso em casa enquanto espera o resultado de sua sentença

7. “Era uma Vez na Anatólia” (Nuri Bilge Ceylan)
Moradores de uma pequena aldeia na Turquia desejam um dia ver algo de novo acontecer ao lugar

8. “Indomável Sonhadora” (Benh Zeitlin)
Conta a história de uma menina de seis anos que vive com o pai, doente terminal, numa pequena comunidade

9. “Alpes” (Giorgos Lanthimos)
Mostra um grupo de pessoas que reproduz o comportamento e gestos de ente queridos falecidos

10. “The Queen Of Versailles” (Lauren Greenfield)
Acompanha um casal de bilionários que parecem alheios às dificuldades econômicas de muitos americanos