Antônio Augusto Moraes Liberato, o Gugu Liberato, morreu aos 60 anos após sofrer um acidente em sua casa em Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos. A informação foi confirmada pela assessoria do apresentador no fim da noite dessa sexta-feira (22). Segundo informações, ele caiu de uma altura de quatro metros em sua mansão na última quarta-feira (20).

Atualmente o apresentador estava à frente do reality show “Canta Comigo” na Record. Gugu ficou famoso por apresentar o programa vespertino Domingo Legal no SBT, que popularizou quadros como “Banheira do Gugu”, “Taxi do Gugu”, “Eles x Elas” entre outros.

Confira a nota de falecimento na íntegra:

NOTA DE FALECIMENTO

Este é um momento que jamais imaginamos viver. Com profunda tristeza, familiares comunicam o falecimento do pai, irmão, filho, amigo, empresário, jornalista e apresentador Antônio Augusto Moraes Liberato (Gugu Liberato), aos 60 anos, em Orlando, Florida, Estados Unidos.

Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro.

Ele sofreu uma queda acidental de uma altura de cerca de quatro metros quando fazia um reparo no ar condicionado instalado no sótão. Foi prontamente socorrido pela equipe de resgate e admitido no Orlando Health Medical Center, onde permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva, acompanhado pela equipe médica local.

Na admissão deu entrada em escala de Glasgow de 3* e os exames iniciais constataram sangramento intracraniano. Em virtude da gravidade neurológica, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação foi constatada a ausência de atividade cerebral. A morte encefálica foi confirmada pelo Prof. Dr. Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família, que após ver as imagens dos exames em detalhes, confirmou a irreversibilidade do quadro clínico diante de sua mãe Maria do Céu, dos irmãos Amandio Augusto e Aparecida Liberato, e da mãe de seus filhos, Rose Miriam Di Matteo.

Ainda não temos detalhes sobre o traslado para o Brasil. Informações sobre velório e sepultamento serão passadas assim que tudo estiver definido.

Ele deixa três filhos, João Augusto de 18 anos e as gêmeas Marina e Sophia de 15 anos.

Atendendo a uma vontade dele, a família autorizou a doação de todos os órgãos.

Gugu sempre refletiu sobre os verdadeiros valores da vida e o quão frágil ela se revela. Sua partida nos deixa sem chão, mas reforça nossa certeza de que ele viveu plenamente. Fica a saudade, ficam as lembranças – que são muitas – e a certeza que Deus recebe agora um filho querido, e o céu ganha uma estrela que emana luz e paz.

Familiares e funcionários

Carreira

Gugu Liberato começou sua vida artística como apresentador na TV, em 1981, no Sessão Premiada do SBT, a convite do dono da emissora, Silvio Santos.

Em 1982, Gugu passou a dividir o comando do Viva a Noite com Ademar Dutra, Mariette Detotto e Jair de Ogum. Após uma mudança de formato, o apresentador passou a comandar a atração sozinho, sob a direção de Homero Salles.

Em 1984, inspirado no sucesso do grupo Menudos, Gugu passou a lançar bandas musicais, tendo empresariados os grupos Dominó e Polegar, principalmente.

Porém, as grandes lembranças de Gugu nas telinhas são da década de 1990, o Sabadão Sertanejo, que substituiu o Viva a Noite no SBT, e o Domingo Legal. O programa dominical trazia atrações musicais e celebridades e ganhou destaque por quadros como a Banheira e o Táxi do Gugu.

Nessa época, o apresentador viveu seu auge, disputando a audiência semanal com Faustão, da Tv Globo, pela liderança.

Grande sucesso de Gugu na TV foi o Domingo legal, na década de 1990, quando ele chegou a disputar a liderança na audiência aos domingos com Faustão. Foto: Reprodução
Grande sucesso de Gugu na TV foi o Domingo legal, na década de 1990, quando ele chegou a disputar a liderança na audiência aos domingos com Faustão. Foto: Reprodução

O começo do fim do Domingo Legal foi em 7 de setembro de 2003, quando o programa exibiu uma entrevista com dois supostos líderes do Primeiro Comando da Capital, conhecida facção criminosa que atua em presídios do Brasil. Dias depois, a Polícia Civil de São Paulo concluiu que a conversa com os integrantes era falsa. A pesar de negar saber que a entrevista era armada, seu programa perdeu credibilidade, e a audiência nunca voltou aos níveis anteriores.

O apresentador permaneceu no SBT até 2009, quando trocou de canal e foi para a Record, em um contrato de oito anos que lhe rendeu R$ 3 milhões ao mês, para comandar o Programa do Gugu. Ele acabou deixando a emissora apenas quatro anos mais tarde devido aos baixos índices de audiência.

Em 2014, a emissora firmou parceria com a produtora de Gugu e anunciou sua volta às telinhas. Ele comandou o Power Couple Brasil, no lugar de Roberto Justus, e também ficou à frente do Canta Comigo.

O apresentador chegou a fazer participações no cinema, com Xuxa e Angélica, e também com Os Trapalhões. Gugu também se arriscou na música, com o álbum infantil Gugu Para Crianças em 2002. O disco ficou famoso pelo hit Meu Pintinho Amarelinho.

Gugu ganhou diversos prêmios ao longo da carreira, entre eles o disco de ouro em 2002, 11 estatuetas do Troféu Imprensa, entre 1982 e 2008, além um Troféu Internet, em 2005.

Galvão Bueno passa mal, é operado às pressas em Lima e não narrará final da Libertadores