Isabel Allende, escritora chilena enaltecida desde sua estréia com A Casa dos Espíritos, inicia com A Cidade das Feras (tradução de Mário Pontes, Bertrand Brasil, 280 páginas) uma trilogia juvenil. Os personagens Alexandre e Nádia vivem uma aventura amazônica e a próxima será no Himalaia.

Alexandre é um adolescente de 15 anos que viaja com a avó, um repórter da revista National Geographic, um renomado antropólogo, um guia local e sua filha Nádia, além de um médico, que documentará os lendários Yeti da Amazônia, conhecidos como Feras.

Sob a densa mata da floresta, Alexandre se surpreende ao descobrir muito mais do que imaginara a respeito do misterioso mundo da floresta tropical. Guiado pela força do jaguar, seu animal totêmico, Alexandre vivenciará uma experiência de autoconhecimento. A companhia da águia, que guia o espírito de Nádia, conduzirá os jovens aventureiros até o desconhecido povo da neblina em uma emocionante e inesquecível jornada rumo à última fronteira. Eles percorrerão lugares onde se misturam os limites entre o sonho e a realidade, e dessa aventura nascerá uma verdadeira e duradoura amizade.