A epidemia de "reality-shows" que contamina emissoras de todo o mundo chega agora ao futebol. A Nike do Brasil, em parceria com a Band, desenvolveu o programa Joga 10, que se propõe a "descobrir um craque". Já estão sendo testados jovens entre 14 e 15 anos que sonham em ter fama e conta bancária similares às de Ronaldinho Gaúcho, o dentuço camisa 10 do Barcelona, eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo de 2003.

As inscrições dos candidatos de todo o Brasil encerraram na segunda-feira. Após 40.425 ligações, a produção do programa tem 4.082 garotos nascidos entre janeiro de 1990 e 10 de abril de 1991 inscritos para uma pré-seleção, que será realizada neste domingo, em São Paulo. Todos os meninos selecionados não são federados e estão estudando. O vencedor do ?reality show?? ganha um estágio de 15 dias na categoria sub-15 de um clube patrocinado pela Nike do Brasil.

Segundo os idealizadores, a intenção é dar oportunidade aos meninos que nunca tiveram chance. "Sabemos que o país é repleto de potenciais talentos do futebol. Mas muitos não conseguem ingressar no mundo profissional", valoriza Patrícia Chaccur, gerente de propaganda da Nike.

 O "reality-show" terá o atual coordenador da seleção brasileira, Mário Jorge Lobo Zagallo, como o líder do júri. E foi com muito ânimo que ele aceitou a tarefa. Zagallo considera importante abrir mais um espaço para revelar novos talentos da bola. Isto porque sabe muito bem as agruras que um rapaz enfrenta para ingressar na carreira futebolística. "Tenho 57 anos de esporte e nunca vi algo parecido. Lembro das dificuldade que passei quando era moleque", conta Zagallo.

Quem também faz parte da bancada de jurados é o tetracampeão Dunga.

Peneira

Os participantes serão avaliados de acordo com os fundamentos do futebol: passes, dribles, lançamentos e chutes a gol. Nesta etapa, inclusive, vários candidatos serão eliminados. Segundo Zagallo, nesse treino já vai dar para saber quem tem jeito com a bola. "Esperamos alguém que tenha um dom natural, habilidade e técnicas apuradas", explica o coordenador da seleção. Restarão para segunda etapa apenas 20 garotos, que vão ser levados para um centro de treinamento, onde ficarão confinados durante dez dias. No local, passarão por uma bateria de testes físicos e psicológicos. É justamente neste momento que a peneira vai afunilar, pois apenas seis serão classificados para a fase final. E a escolha do vencedor será feita através de jogos coletivos, no qual os participantes jogarão em dois times infantis de clubes profissionais.