Se não fosse os quatro tiros de um fã lunático, John Winston Ono Lennon completaria esta semana 74 anos. Fundador da maior banda de todos os tempos, os Beatles, Lennon foi casado duas vezes: a primeira esposa foi Cynthia Powell, com quem teve o primeiro filho, Julian Lennon; a segunda esposa foi Yoko Ono, com quem teve o segundo filho, Sean Lennon.

Pouco antes do fim dos Beatles, que até hoje muitos fãs jogam parte da culpa em cima da própria Yoko, Lennon começou a sua carreira solo, lançando discos com e sem a esposa. Também foi para o ativismo, posicionando-se totalmente contra a Guerra do Vietnã, o que fez com que o governo norte-americano ficasse por um bom tempo de olho em John.

Nesta semana, coincidindo com o aniversário, os álbuns solos de John Lennon chegaram à era do streaming. A obra do compositor foi disponibilizada por serviços de música por streaming, como o sueco Spotify e o norte-americano Rdio. Os álbuns solos de Lennon agora fazem companhia às obras solos de seus antigos companheiros de banda, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr. Porém, os discos dos Beatles ainda não chegaram nesses serviços de streaming. Por enquanto, a obra do Fab Four só é vendida virtualmente pela Apple, através do iTunes.