A Cervejarias Kaiser Brasil e a São Paulo Film Commission, ONG integrante do projeto Núcleo de Cinema, assinaram contrato de cessão do prédio onde funcionava a empresa, na região central de Ribeirão Preto, para criação dos ?Estúdios Kaiser de Cinema?. O projeto vai estimular a prática cinematográfica, gerar empregos e dar visibilidade ao município.

Para Paulo Macedo, diretor de assuntos corporativos e comunicação da Cervejarias Kaiser Brasil, ?é um dever de qualquer empresa investir na cultura e na capacitação profissional da população. Os ?Estúdios Kaiser de Cinema? é a retribuição da empresa à cidade de Ribeirão Preto?.

Em poucas semanas serão iniciados os trabalhos de adequação do prédio para sua utilização como estúdio de cinema. Os múltiplos espaços com grandes dimensões e isolamentos acústico e térmico privilegiam as atividades cinematográficas.

?A parceria visa estimular e facilitar a produção nacional e estrangeira de filmes, comerciais, novelas e minisséries no estado de São Paulo?, explica Edgard de Castro, coordenador da São Paulo Film Commission. Os ?Estúdios Kaiser de Cinema? já contam com seu primeiro projeto, as filmagens do longa-metragem ?Onde Andará Dulce Veiga?, de Guilherme de Almeida Prado.

O projeto conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura, da Secretaria de Estado do Turismo e da Prefeitura de Ribeirão Preto.

Os ?Estúdios Kaiser de Cinema? fazem parte de uma série de ações da Cervejarias Kaiser Brasil para a população de Ribeirão Preto e região. Recentemente a empresa cedeu ao DAERP ? Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto, um poço artesiano com 234 metros de profundidade e capacidade de 200 mil litros/hora e um reservatório para 5 milhões de litros de água. A iniciativa chegou para reforçar a rede de abastecimento de água da cidade, em especial a Vila Tibério, com interligações para outras regiões.