Podemos dizer que 2018 foi o ano dele: comemoração de mais de dez anos de carreira, estreia como apresentador na Globo e, por fim, o lançamento do projeto Live-Móvel, que o deixou na mídia por meses. Com todo seu trabalho, Luan Santana conquista, a cada ano, mais espaço e se torna um dos maiores nomes da música brasileira. Nesta terça-feira (27), Luan convidou a Tribuna do Paraná a acompanhar mais um lançamento, em São Paulo, fechando com chave de ouro o ano que foi dele por aqui também, em nossas publicações.

Em São Paulo, Luan comandou a chegada ao mercado, de uma nova TV da marca LG, que vai ter inteligência artificial. Ele aproveitou o aparelho para mostrar, em primeira mão, seu novo clipe, da música ‘Machista’. Gravada em parceria com a dupla Simone & Simaria, a canção faz parte do projeto Live-Móvel e fala de um assunto ainda pouco comentado pelos homens do sertanejo, o machismo.

+Leia também: Com seio à mostra em capa de revista, atriz defende liberdades individuais

Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

“É um assunto muito sério, que quis lidar com naturalidade, mas passando o recado”, comentou Luan, completando que a música serve como um alerta aos homens para que mudem suas atitudes. “A letra da música fala do fim de um relacionamento: o cara perde a mulher por ser machista demais, por ter muito ciúmes. Por segurar demais a mulher”.

Num dos trechos da música, que já está disponível nas plataformas digitais e também no canal no YouTube do cantor, Luan fala a frase: “te perdi pra mim, não foi pra ninguém”, e explica: “É porque chega uma hora que a mulher cansa e o relacionamento acaba. Aí o homem para pra pensar e chega a conclusão que perdeu a mulher para ele mesmo. Ela não se apaixonou por outra pessoa, mas desistiu do relacionamento por causa dele mesmo. Isso é muito forte”. Veja o clipe:

Sonho realizado

Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

Além do programa Só Toca Top, da Globo, que ainda não está certo se continua ou não na grade da emissora (mas tem grandes chances que sim), o projeto atual de Luan o levou aos quatro cantos do país e proporcionou a possibilidade de shows gratuitos até mesmo para cidadezinhas onde os moradores foram surpreendidos. Para ele, o Live-Móvel foi algo que consagrou um sonho antigo. “Tive um ano lindo e um projeto que me surpreendeu muito, porque foi algo pequeno, mas com uma super ideia. Cada vez mais a gente precisa disso, de projetos com uma boa ideia e que possamos fazer o bem para o mundo através da música”.

+Leia também: Luan mostra documentos comprovando não ter recebido nada da Lei Rouanet

Como nós contamos por aqui há um tempo, Luan sempre teve o sonho de proporcionar algo diferente e de graça às pessoas que gostam de seu trabalho e, em 2018, ele se sentiu realizado. “Tivemos a chance de levar shows para comunidades que nunca tiveram acesso a um show e também levamos para grandes cidades. Unimos música e entretenimento para quem nunca teve contato com isso”. Veja a entrevista completa:

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Show em Curitiba

Além de ser feito pensando na internet, já que os vídeos do Live-Móvel têm sido lançados aos poucos na internet, o projeto também se transformou em show e Luan comemorou: já tem data marcada para chegar a Curitiba. “Dia 12 de abril de 2019, estaremos em Curitiba. Esse show é uma mistura de duas turnês, o Live-Móvel e a turnê de comemoração pelos meus dez anos de carreira (que já até passou por aqui). Quero todo mundo lá e torço que estejam todos curiosos para ver esse show, porque vai ser lindo, espero vocês”, finalizou o cantor, nessa que foi a última entrevista dele, neste ano, à Tribuna. “Já aproveito para desejar um Natal cheio de luz e muita saúde. Também um Ano Novo maravilhoso, com muita festa e esperança acima de tudo. Tamo junto”, completou Luan Santana.

Roda-gigante de festival de rock é instalada em Curitiba pro Natal; saiba como vai funcionar