Durante todo o dia de sábado, cem artistas vão se apresentar em prol da conscientização quanto ao aquecimento global, em palcos montados em cidades de todos os continentes: no Rio de Janeiro, Nova York, Sydney, Tóquio, Xangai, Johanesburgo, Londres e Hamburgo. Idealizado nos moldes do Live 8 e capitaneado por Al Gore, o Live Earth tem como meta espalhar ao maior número possível de habitantes do planeta sua mensagem ecologicamente correta. Estima-se que 2 bilhões de pessoas vão acompanhar os shows pela televisão em todo o mundo.

O maior público do Live Earth deverá ser carioca. O Rio é o palco da festa na América Latina e também o único lugar onde ela será realizada ao ar livre e gratuitamente. O trabalho de montagem do palco e dos equipamentos de som e luz já está sendo tocado desde a semana passada, a despeito da pendenga judicial que quase suspendeu o espetáculo.

O elenco é bastante eclético: a abertura será com Xuxa (uma das porta-vozes da ?campanha?), às 16 horas; e quem fecha é Lenny Kravitz (que, em março de 2005, já arrastara 500 mil pessoas para as mesmas areias de Copacabana). No recheio, Macy Gray, Pharrell Williams, Alcione, Vanessa da Mata, O Rappa, Marcelo D2 Jota Quest, MV Bill e Jorge Ben Jor.