Morreu nesta sexta-feira (30) o dublador Mário Monjardim, que deu voz a personagens icônicos como Pernalonga. Ele tinha 86 anos e estava com a saúde debilitada desde o ano passado, quando sofreu um AVC (acidente vascular cerebral).

A morte ocorre apenas três dias depois da morte de Orlando Drummond, de quem era melhor amigo. Os dois trabalharam juntos dublando Salsicha e Scooby-Doo.

LEIA TAMBÉM:

>> Seu Peru da “Escolinha do Professor Raumundo”, Orlando Drummond morre aos 101 anos

>> Dani Calabresa fala em improviso e ‘mini medo’ ao assumir Videocassetadas

Outros personagens conhecidos de Mário foram Frangolino e o Capitão Caverna. Ele também foi diretor de animações na Herbert Richers, que foi um dos principais estúdios de dublagem do país.

Primo do diretor de novelas Jayme Monjardim, Mário foi casado com Zoraida Barreto e, atualmente, estava com Branca Monjardim. Ele teve cinco filhos: Marcus, André, Júlio, Leyla e Mario.

Dos descendentes, Júlio Monjardim é diretor de dublagem, enquanto a neta, Giulia Monjardim, é dubladora. Ela já emprestou a voz para a animação “Os Padrinhos Mágicos” e para canções da Disney.

Capixaba, Mário Monjardim Filho nasceu em Vitória em 1935. Começou a carreira em 1954 na Rádio Vitória e, quatro anos depois, migrou para a Rádio Nacional, em Brasília.

Foi para a Globo em 1965, onde trabalhou em humorísticos como Chico Anysio Show e Os Trapalhões, além de participar da primeira versão da série “Carga Pesada”.

A carreira de dublador foi sendo tocada em paralelo desde 1958. Trabalhou em diversos estúdios ao longo dos anos. Ele só se afastou da atividade após sofrer o AVC, no ano passado.