Se tem um lugar que podemos dizer que foi feito para um dos nomes mais tocados no país no último ano, este lugar é a Ópera de Arame. Comprovando a teoria, os irmãos Melim se apresentaram por lá, no último sábado (6), e não só reforçaram a tese como transformaram o tradicional ponto turístico num verdadeiro luau com céu estrelado. Céu esse que pode até remeter ao que o trio representa não só para os jovens, mas também para a criançada, que mostrou que o amor cantado nas canções do trio tem repercutido de forma positiva.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

O trio recebeu a Tribuna do Paraná depois do show e, ainda em êxtase pela apresentação, comemorou. “O que foi aquele céu estrelado de luzes no meio do show? A gente sempre pede que os fãs acendam a luz do celular na hora de Dois Corações, mas acenderam antes e ficou muito lindo”, comentaram Gabi e Diogo. “Já tocamos em Curitiba outras vezes, mas essa foi a mais especial. A Ópera de Arame ficou sensacional”, completou Diogo.

Felizes com a repercussão da apresentação, que teve ingressos esgotados e uma Ópera de Arame esbanjando amor e carinho, os irmãos Melim não descartaram sequer a possibilidade de voltarem a Curitiba para um momento especial: gravação de um DVD. “Maravilhosa essa ideia, já imaginou no pôr do sol? Ia ser lindo demais”, disse Gabi, com Diogo confirmando: “Está anotado, hein? Se der certo, o crédito é da Tribuna do Paraná”, brincou o cantor.

Pelo menos por enquanto, o trio não deve gravar DVD. “Está em nossos planos, em formato físico, mas precisamos de tempo e entendemos que, neste momento, ainda não temos como fazer, vai ficar para o outro ano”, revelou Diogo. Isso porque os três estão trabalhando firmes na divulgação do projeto mais recente, que foi lançado inteiro em vídeo no YouTube e, amanhã, lançam clipe novo. “A música, Dois Corações, já começou a ser tocada nas rádios antes mesmo de pensarmos em usá-la como música de trabalho, então temos certeza que as pessoas vão gostar”, comentou Rodrigo.

+Leia mais: Festival inédito em Curitiba trará Claudia Leitte como atração principal

Celulares acesos criaram um ambiente especial formando um céu estrelado dentro da Ópera. Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Celulares acesos criaram um ambiente especial formando um céu estrelado dentro da Ópera. Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

Grandiosos e influentes

Os três, que começaram a fazer sucesso absurdo depois de participarem, em 2016, do programa Superstar, já conquistaram números grandiosos se comparados aos de aristas atuais. Recentemente, Melim ganhou disco de platina duplo, platina triplo, single de diamante, single de ouro e single diamante duplo. “Acho que o que nos ajudou foi o fato de que o nosso álbum tem sido apresentado às pessoas por inteiro e não só uma canção ou outra. Percebemos que as pessoas compraram o nosso ‘barulho’ mesmo, essa é a maior felicidade da gente”, comentou Diogo.

Além de carregarem consigo a alegria de bons números, o trio, que segue uma onda de músicas do bem, ou ‘good vibes’, como eles mesmos se denominam, tem sentido no público a necessidade de algo diferente como o som que fazem. “O mundo precisa de amor e essa onda good vibe. Mas um artista sozinho não levanta estilo, por isso que junto com a gente vem toda uma galera boa, como o duo Anavitoria e o Jão, por exemplo. Muita gente junta fazendo um movimento novo com esse pop que fala de amor”, avaliou Gabi.

+Leia também: Simone e Ivan Lins emocionam público em Curitiba com show cheio de essência

Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

Além de influenciar o público, que busca mesmo por músicas que remetem aos bons sentimentos falados nos anos 90, por exemplo, o trio também tem influenciado outros artistas. “Cada vez mais a gente percebe que tem sido muito bem aceito, porque a galera tem buscado esse tipo de som. Além do público, outros artistas, pequenos ou grandes, acabam gostando do nosso som, gravando e cantando nossas musicas por aí. Isso é demais”, contou Rodrigo.

Há muito tempo, desde Sandy & Junior, não se via um nome da música que mobilizasse tanta criança e adolescente como Melim tem conquistado. No show de Curitiba, por exemplo, a criançada foi até convidada a subir ao palco no fim da apresentação. Mas isso nunca foi objetivo do trio. “A gente nunca imaginou que teríamos essa parcela de público infantil, porque nos dois primeiros anos não tínhamos isso. Com o tempo, talvez pela identificação pelas letras, por falarmos de amor, veio surgindo. Mas a gente vê que tem não só a criança, tem a família, no fim das contas fica todo mundo junto”, disse Diogo.

Gabi disse se emocionar com essa parte dos fãs, porque percebe ainda mais sinceridade e sente que as pessoas estão sentindo falta mesmo de algo que as represente musicalmente. “Pra gente é muito gratificante fazer parte disso, porque percebemos que estamos influenciando uma geração. Criança é muito sincera, então é um termômetro muito bom, mas também tem sido muito legal reunirmos as famílias no show. Sentimos que estamos somando de alguma forma”, definiu a cantora.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Mais conquistas

Junto com todas as conquistas grandiosas, Melim foi além: o trio foi confirmado como um dos nomes a se apresentar no Rock In Rio deste ano, no Rio de Janeiro, uma realização que nem eles imaginavam, embora já tivessem pedido a Deus que isso acontecesse um dia. “A gente é do Rio, é um festival que a gente sempre foi. Lembro de já termos dito que um dia estaríamos naquele palco. Aconteceu”, comentou, com os olhos brilhando de felicidade, Diogo.

Para o show, o trio convidou a cantora portuguesa Carolina Deslandes, e essa participação pode ser um passo a mais para que o Melim conquiste ainda novos ares. “Ela vai participar do nosso show e nós vamos participar do dela, no Rock In Rio Portugal, na comemoração dos 15 anos do festival, em Lisboa. Quem sabe aos poucos vamos seguindo novos rumos?”, comentou Rodrigo.

Independente de pensarem em um show, uma turnê ou até mesmo uma carreira internacional, os três têm pés no chão. “São conquistas maravilhosas o que tivemos até agora, mas sabemos que estamos no começo, que ainda temos muito arroz e feijão para comer, muita estrada para seguir. Mas estamos muito dispostos a trabalhar e conquistar”, finalizou Gabi. Se depender de esforço e talento: os três vão longe.

Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.
Foto: Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná.

McDonald’s abre mais uma unidade em Curitiba, agora no Batel