Los

Angeles – O juiz no processo de abuso sexual de menores contra Michael Jackson negou reduzir a fiança de US$ 3 milhões imposta ao cantor, citando evidências de que ele estaria planejando fugir para o Brasil. “A transcrição do júri de inquérito traz provas detalhadas de que o acusado tentou fazer com que a família Doe viajasse ao Brasil, e a família declara que isso era feito contra a sua vontade”, escreveu o juiz Rodney Melville. De acordo com os papéis do processo, Michael Jackson teria dito que se encontraria com eles no Brasil. “Assumindo que sejam verdadeiras essas provas, isso demonstra tanto a seriedade do crime como a forma como o acusado lida com situações difíceis.”