A manhã desta sexta-feira (5) fica marcada pela perda de Valêncio Xavier, que faleceu devido a um derrame cerebral e parada respiratória. O escritor foi diagnosticado como portador de Alzheimer no ano de 2002 e estava internado há três meses no Hospital São Lucas. Os locais do velório e enterro ainda não foram definidos.

Valêncio era, na verdade, paulistano, mas já morava na capital paranaense há tempo suficiente para se considerar um legítimo curtibano. Autor do consagrado livro “O Mez da Grippe”, de 1981, também atuou no cinema, participando como diretor, assistente de direção, entre outras ocupações.

Sua paixão pelo cinema era tal que, no ano de 1975, criou o que viria a ser a Cinemateca de Curitiba. Na ocasião, em 1975, foi chamada Cinemateca Museu Guido Viaro. O autor, escritor, cineasta e artista nasceu em São Paulo em 21 de março de 1933. Em 1954 se mudou para Curitiba.