Mais um caso de bullying na internet acabou de forma trágica. A italianaTiziana Cantone, 31 anos, decidiu se matar após ter se transformado em alvo de todo tipo de humilhação por causa de um vídeo em que aparecia tendo relações sexuais com um homem.

Há cerca de um ano, a mulher tomou a iniciativa de enviar para seu ex-namorado e algumas amigas o vídeo íntimo. No entanto, o conteúdo foi espalhado na internet e foi visto por quase 1 milhão de pessoas sem que ela soubesse.

Envergonhada e humilhada, Tiziana se mudou para Toscana e tentou mudar de identidade, mas não conseguiu se livrar do bullying. As palavras ditas pelo homem que manteve relações sexuais com ela – “Está filmando? Bravo!” -, se transformaram em memes grudentos em forma hashtags e até mesmo de camisetas.

Tiziana ainda travou uma batalha legal para retirar o vídeo de alguns motores de busca, como Facebook. O processo lhe custou 20 mil euros e a arruinou financeiramente.

E o vídeo continuou circulando. Triste a depressiva, Tiziana se enforcou na casa de sua tia em Mugnano, perto de Nápoles. A morte causou comoção na Itália. O jornal Il Mattino fez um editorial chamando as pessoas à razão:

“Por que as imagens ainda estão na rede? Por que ainda rimos de uma moça que acabou com a própria vida devido às humilhações que sofreu?”, questionou.

Os promotores de Nápoles abriram uma investigação por indução ao suicídio e a justiça terá de determinar quem são os responsáveis diretos ou indiretos da morte.