Apesar de o conselho que define a programação do Museu de Arte do Rio (MAR) ter deliberado pela vinda da exposição Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, a exibição não será realizada, por decisão do prefeito Marcelo Crivella (PRB). As discussões sobre a mostra abriram uma crise entre o museu, que é da prefeitura, e o executivo municipal. Crivella é bispo licenciado da Igreja Universal, que se posicionou contra a exposição, quando de seu cancelamento pelo Santander Cultural.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.