d7b.jpgObras de grande importância para a segurança e a estrutura física do Museu Oscar Niemeyer estão sendo realizadas pelo governo do Paraná. A criação de uma saída de emergência das principais salas expositivas e a estruturação da cozinha do salão de eventos estão entre as mais importantes. As obras, estimadas em R$ 1 milhão, serão pagas com recursos do Programa Paraná Urbano, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano, com execução, fiscalização e acompanhamento da Secretaria Estadual de Obras.

A saída de emergência está sendo construída na parte posterior do museu e a previsão é de que seja concluída até março de 2006. Trata-se de uma rampa em caracol, já prevista no projeto original do arquiteto Oscar Niemeyer, que fará a ligação entre as principais salas expositivas e o exterior. Isto permitirá que, em caso de necessidade, seja efetuada a saída emergencial das salas.

Com o objetivo de não prejudicar o fluxo de visitantes no museu, a obra foi isolada por tapume e a abertura da porta, no primeiro piso, só será efetuada quando a rampa já estiver pronta. Além da execução da saída de emergência, a cozinha do salão de eventos, freqüentemente utilizado para coquetéis em aberturas e para eventos de terceiros, será equipada. Localizada no piso térreo do prédio principal, o espaço ganhará toda a infra-estrutura necessária para o seu funcionamento com a instalação de câmaras frigoríficas, coifa, fogão e geladeira.

Entre outras pequenas obras internas, também está previsto o término dos sanitários femininos e masculinos, no Olho, e a instalação de novos pontos de detectores de fumaça. ?São obras fundamentais para o funcionamento do museu, como a estruturação do salão de eventos e dos banheiros do Olho. O mais importante é que a segurança será ampliada. Essas obras só estão sendo viabilizadas pela parceria e sensibilidade do governo do Estado em perceber a importância delas?, afirmou a presidente do museu, Maristela Requião.

Pela natureza do local onde está sendo realizada a obra, a presidente considerou fundamental que os trabalhadores que estarão atuando no complexo, antes, pudessem conhecer o museu. ?É uma oportunidade para eles conhecerem o museu e, ao mesmo tempo, para que saibam que também estão colaborando para a construção da cultura da cidade.? Com esse objetivo, parte do grupo que estará atuando na obra, pelos próximos sete meses, realizou uma visita às exposições. Todos elogiaram a iniciativa e muitos manifestaram o desejo de voltar para mostrar às famílias.