Enquanto a novela trágica da intolerância se arrasta no Oriente Médio, o Paraná dá uma aula de convivência e harmonia no palco do Teatro Guaíra, onde estarão reunidos filhos de israelenses, alemães, italianos, espanhóis, portugueses, poloneses, ucranianos, gregos e de outras nações, representadas no 42.º Festival de Folclore e Etnias do Paraná, que vai até o dia 16, com a participação de 16 associações. O Grupo Folclórico do Centro Espanhol do Paraná, Luna de Sevilla, abre a programação amanhã às 20h30.

O grupo espanhol, que já se apresenta há 11 anos no festival, foi formado dez anos antes graças aos imigrantes espanhóis, que na década de 50 trouxeram seu folclore para o Brasil. Na edição deste ano, estará presente a diretora geral de Comunidades Andaluzas em Sevilha, Silvia López, e María Leyva, assesora do secretário do governo da Andaluzia, D. Alfonso Perales Pizarro, quem vêm especialmente para prestigiar o evento promovido pela Secretaria de Estado da Cultura e Asociação Inter-étnica do Paraná.

Formado atualmente por 100 integrantes, o Luna de Sevilla apresentará danças de várias regiões da Espanha, como Aragon e Galícia, mas principalmente da Andaluzia. Serão mostrados momentos emocionantes do cotidiano andaluz, como a religiosidade da Semana Santa e a alegria da Feria de Abril, ambas em Sevilla, numa autêntica festa religiosa com “pazos” (procissão) e “costaleros” (devotos que carregam os santos), intercalada pela dança conhecida como sevillanas. Além da dança, o espetáculo traz a música flamenca ao vivo, com o guitarrista Murilo da Ros, e a “cantaora” Andréa Mara Gutierrez. Também será marcante a participação do cônsul da Espanha em Curitiba, Saturnino Hernando Gordo, que representará o típico toureiro espanhol, vestido de “campero”, com um autêntico “capote”, demostrando toda sua habilidade na tourada.

No sábado é a vez do Grupo Folclórico Holandês de Castrolanda, que este ano comemora o seu cinqüentenário. Os representantes da Holanda apresentam-se de uma forma modesta, porém totalmente original, no traje da cidade marítima de Volendam, considerando a simplicidade de suas danças e apresentações como expressão máxima da terra de Van Gogh. É o encanto das alegres danças de tamancos, com músicas que falam sobre o amor e a vida.

***

42.º Festival de Folclore e Etnias do Paraná – De amanhã ao dia 16, sempre às 20h30, no Teatro Guaíra. Ingressos a 7 reais. Informações pelo telefone (41) 322-2628, ou pelo site www.teatroguaira.pr.gov.br.