Divulgação
Natália é ex-vocalista dos grupos Trash Pour 4 e Gato Negro.

Simplicidade é a marca registrada do primeiro trabalho solo da cantora Natalia Mallo, vocalista do grupo Trash Pour 4 e do grupo de tango Gato Negro. O CD traz composições próprias e parcerias com Alice Ruiz, Suely Mesquita, Vadim Kikitin e Mathilda Kovak.

Segundo Natalia, o álbum Qualquer lugar tem a simplicidade como principal conceito.

?Busquei arranjos enxutos, com poucos elementos. Trabalhei também com arranjos de cordas, influenciada pelo meu projeto do Gato Negro. O disco é intimista, minimalista nos arranjos, tem espaços vazios e é bem conceitual, ao contrário das faixas mais festivas da banda?, define a cantora. Influências de jazz e de MPB também aparecem nas nove faixas do CD. Entre as músicas, além de Qualquer lugar, a faixa-título com um refrão forte, Coração em pó traz influências de músicas ciganas e Adeus é uma canção sobre um poema do escritor Paulo Leminski. ?Sinto que a música Banheira, uma parceria com Mathilda Kovak, é engraçada e gosto bastante de Cabeça de vento, uma canção bem inspirada que fiz num momento especial?, caracteriza Natalia.

Embora iniciada só agora, a carreira solo de Natalia começou bem antes da banda Trash Pour 4. ?Meus primeiros shows com músicas próprias iniciaram em 1996, mas depois veio a banda, que demandou minha dedicação e meu solo passou para segundo plano. Agora que tive um pouco mais de tempo, pude retomar o projeto com mais experiência, mais maturidade?, avalia.

Shows

Qualquer lugar traz composições próprias e parcerias. O disco é intimista, minimalista nos
arranjos, tem espaços
vazios e bem conceitual.

Por enquanto, Natalia aproveita para divulgar seu novo trabalho em shows por São Paulo, mas já avisou o público curitibano que logo deve aparecer por aqui, embora não tenha nada definido no momento. Em maio, Natalia ainda faz um show em Belém antes de seguir para a Europa em temporada de shows com a Trash Pour 4.

A cantora

Natalia Mallo tem 32 anos e nasceu em Buenos Aires, mas mora em São Paulo há mais de dez anos. Filha de um escritor, roteirista e dramaturgo que tinha como disco de cabeceira Mel, da Maria Bethania. Natalia começou a aprender música aos oito anos no Conservatório de Bellas Artes de Buenos Aires, antes de estudar canto, harmonia, percepção, áudio e produção musical. Trabalhou como técnica de som em estúdios, gravou e mixou mais de 20 discos. Quem se interessar e quiser conhecer mais sobre a cantora pode acessar o site www.myspace.com/nataliamallo. Seu álbum pode ser adquirido pelos sites da Fnac (www.fnac.com.br), Mubi (www.mubi.com.br) e Saraiva (www.livrariasaraiva.com.br).