A musa Izabella, inspirada pela Ilha do Mel.

Os ensolarados brasilienses do Natiruts apresentam hoje à noite no Moinho São Roque o seu quarto disco, Qu4tro, com ingressos a R$ 15. O repertório também vai contar com as inevitáveis Presente de um beija-flor e Liberdade pra dentro da cabeça, além de outras “músicas de trabalho” do sexteto composto por Alexandre Carlo (voz e guitarra), Izabella Rocha (vocais), Luís Maurício (baixo), Juninho (bateria), Bruno Dourado (percussão) e o novo guitarrista, Tonho Gerbara.

Qu4tro traz uma dúzia de composições inéditas, em que o Natiruts retorna à fórmula consagrada no primeiro trabalho, o reggae-raiz de Nativus (1997), depois da aproximação com o dub e o rock de Verbalize (2001) e do flerte com a MPB em Povo Brasileiro (1999). “Seria um álbum de retorno às raízes, se a gente tivesse se afastado do reggae roots em algum ponto da estrada” corrige o líder Alexandre Carlo, no melhor estilo “a volta dos que não foram”.

Nesse trabalho, os brasilienses apelam mais uma vez para o “papa” Bob Marley (Bob Falou), celebram o amor em Naticongo e Misteriosa Atração, cantam a dor da separação (Espero Que um Dia e Leve com Você), arriscam uma “politização” (Leviatan e Nessa Babilônia) e simplesmente curtem a vida com os amigos (Princesa do Cerrado e Andar pela Ilha). A letra desta última, de Bruno e da musa Izabella, nasceu na Ilha do Mel. “A gente estava ouvindo muito Cláudio Zoli, então resolvemos fazer uma letra que falasse exatamente daquele momento”, relembra a vocalista.

***

O Moinho São Roque fica na Avenida Desembargador Westphalen, 4.000. Às 16h, a banda faz uma tarde de autógrafos nas Livrarias Curitiba do Shopping Estação.