Um é representante dos primeiros mergulhos do rock no mundo da música eletrônica, o new wave, nos anos 80, e outro é o expoente atual mais falado do momento quando o assunto é house music. A banda inglesa New Order e o trio sueco de DJs Swedish House Mafia estão entre as 22 atrações anunciadas anteontem pela organização do Ultra Music Festival, cuja segunda edição será realizada no dia 3 de dezembro, no Sambódromo do Anhembi.

A expectativa é que o evento receba 30 mil pessoas. A escolha do line up deste ano aponta para um novo posicionamento do evento, que quer mostrar a música eletrônica como algo que pode ser mais orgânico, com instrumentos de verdade, não apenas com as picapes. Isso torna tudo mais acessível, para um público mais diversificado, dizem os organizadores.

Tido como um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo, com festas em Miami, nos Estados Unidos, e Ibiza, na Espanha. Só para se ter uma ideia do tamanho do evento, no ano passado, a edição americana – a principal, aliás – reuniu 150 mil pessoas num mesmo espaço. Só como comparação, isso é mais do que os 100 mil que frequentavam diariamente a Cidade do Rock, no Rock in Rio. Em 11 anos de festança nos EUA, o festival reuniu 1 milhão de pessoas, envolvidas pelas batidas eletrônicas e pelos shows.

Moby e Black Eyed Peas, por exemplo, encabeçaram as edição anteriores lá fora. E é esse o conceito, de ampliar os horizontes da música eletrônica, que a empresa que traz esta edição do evento se propõe a fazer. A XYZ Live, aliás, foi responsável pelas vindas, só neste último mês, de Justin Bieber, Katy Perry, Nick Jonas, Ke$ha e System of a Down.

Toda a festa em São Paulo vai começar às 13h, de 3 de dezembro, um sábado. Serão 14 horas seguidas de festival, em dois palcos simultaneamente: o Ultra Stage, destinado aos shows propriamente ditos, com capacidade para 22 mil pessoas, e o Ultra Arena, um espaço fechado, de forma octogonal, para 8 mil, um espaço para os DJs e suas picapes.

Entre as 22 atrações, há algumas opções interessantes para todos os gostos. O clássico do New Order – sem o baixista Peter Hook, brigado com a banda, e com a volta do tecladista Gillian Gilbert – é um prato para os saudosistas dos anos 80. Quem quer algo atual não pode perder o explosivo duo canadense Death From Above 1979 ou o dance punk do MSTRKRFT (lê-se Masterkraft). Entre os mais eletrônicos, o destaque fica mesmo com o Swedish House Mafia, pela primeira vez por aqui e apontado por alguns críticos como o Fat Boy Slim da atualidade. As informações são do Jornal da Tarde.

Ultra Music Festival – Sambódromo do Anhembi. Vendas pelo site: www.livepass.com.br. Dia 3 de dezembro, a partir das 13h. R$ 150 (mulher) e R$ 180 (homem)