Criada e escrita por Manuela Dias, a nova novela das 21h, Amor de Mãe, gira em torno de três protagonistas mulheres, mães, que são interpretadas por Regina Casé, Adriana Esteves e Taís Araújo. A trama foi toda construída com base nas histórias destas mulheres, de diferentes realidades sociais, cujas vidas se cruzam ao longo da história.

A babá Lurdes, vivida por Regina Casé, é mãe de Magno (Juliano Cazarré), Ryan (Thiago Martins), Érica (Nanda Costa) e Camila (Jéssica Ellen). Com os quatro, Lurdes construiu um lar feliz no Rio, mas convive com um vazio há anos: não sabe o paradeiro do filho Domenico.

Fique por dentro do que acontece na nova novela das 21h através do Resumo das Novelas!

Nos anos 1990, quando ainda morava no Rio Grande do Norte, Lurdes (interpretada por Lucy Alves em flashback) teve o filho vendido pelo marido, alcoólatra, Jandir (Daniel Ribeiro), a uma traficante de crianças do Rio, Kátia (Stella Rabello/Vera Holtz), em troca de dinheiro. Isso aconteceu enquanto Lurdes dava à luz a filha do casal no hospital. Uma discussão com o marido acaba em tragédia, e Lurdes parte com os filhos para o Rio em busca de Domênico – e ainda acolhe um bebê recém-nascido abandonado no meio do caminho. Mesmo com o passar dos anos, ela não perde a esperança de encontrá-lo.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

A vida de Thelma (Adriana Esteves) também é marcada por uma tragédia. Há 20 anos, sua casa pegou fogo com o marido e o filho dentro. Ela conseguiu salvar o filho, Danilo (Chay Suede), mas o marido morreu. Desde esse episódio, Thelma se tornou uma mãe superprotetora. Passados todos esses anos, ela enfrenta outro drama: descobre um aneurisma cerebral inoperável. Reavalia, então, a vida e a forma como criou o filho. Administradora do restaurante da família, Thelma mantém o negócio em sociedade com o irmão, Sinésio (Julio Andrade). Só que ele quer vender o restaurante, enquanto ela resiste à ideia.

Já Vitória (Taís Araújo), advogada bem-sucedida, sempre foi focada na carreira e ficou rica defendendo empresários e políticos. Quando ainda era casada com Paulo (Fabrício Boliveira), Vitória ficou grávida, mas perdeu o filho após ser agredida durante uma defesa no tribunal. A partir de então, ser mãe virou uma obsessão, a ponto de causar seu divórcio.

Ela decide adotar uma criança e, quando fica apta a se tornar mãe de um menino, engravida após um encontro casual com o biólogo ativista Davi (Vladimir Brichta) – que é inimigo de um de seus principais clientes, Álvaro (Irandhir Santos), dono de uma empresa que fabrica plástico. Após saber da gravidez de Vitória, Davi diz que vai ajudá-la a criar a criança, mas a aproximação do casal encontrará obstáculos nas escolhas dela como advogada.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Retorno às novelas

Regina Casé, por sinal, está de volta às novelas depois de 18 anos. Quando a autora falou com ela sobre a personagem, disse que ela era sua única opção e, caso não aceitasse o papel, essa protagonista não existiria. Regina contou essa história, orgulhosa, já no final da entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. Ela diz que ficou encantada pela personagem, e pela possibilidade de trabalhar com Manuela e com o diretor artístico da novela, José Luiz Villamarim. Não tinha como recusar.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Filme ‘Carcereiros’ surge com proposta blockbuster; qualidades não faltam