O novo namorado de Deborah Secco está assustado com o assédio. Allyson Castro, de 33 anos, é um cantor gospel natural de Porto Velho (Rondônia). Formado em Direito ele preferiu a música. Castro já lançou quatro CDs e segue perseguindo o sucesso. Ele mora e trabalha no Rio de Janeiro, cidade onde mora a maioria das celebridades do Brasil e, por consequência, onde mais trabalham os paparazzis, mas nada o preparou para tamanha exposição.

“Em um primeiro momento assusta, porque de uma hora para outra você aparece em todos os lugares, mas eu vou ser sincero. As coisas acontecem de uma maneira muito bonita na minha vida e eu disse: “Que seja feita a vontade de Deus’. O que a gente tem medo [da cobertura da mídia] é que sejam maldosos, mas posso falar? Eu acho que nunca me senti tão em paz, eu nunca me senti tão bem, resolvido na minha vida. A Deborah é uma pessoa extremamente querida, uma pessoa maravilhosa. A gente começou uma amizade bonita e foi desenrolando para isso”, disse o cantor. A suposta paz, que ele diz ter, não resiste a uma pequena provocação. A simples menção dos boatos de que teria sido o pivô da separação entre Deborah e Roger Flores o desagrada. Pior então quando se diz que pela atriz ele largou a noiva dez dias antes de subir ao altar. “Isso nem sequer passava na minha cabeça. A Deborah vivia o drama dela, eu viva o meu. E isso não teve nada a ver. Logo em seguida, eu vivi o drama da minha mãe (que está internada no Hospital Central de Porto Velho)… E nós nunca teríamos tido um relacionamento extraconjugal. Nunca que isso aconteceria”.

Allyson conheceu Deborah em 2000, quando se mudou para o Rio de Janeiro. Em solo carioca, o acaso fez com que ele trabalhasse como ator em peças dirigidas pela madrinha de Deborah e por sua mãe, Sílvia Regina Fialho. Nessa época, a atriz integrava o elenco de Laços de Família: “Foi nessa época que eu conheci a Deborah e a gente foi criando uma amizade. Ela acompanhava, ás vezes, o ensaio. Ela sempre foi uma pessoa muito querida”.