O filme de Steven Spielberg “Lincoln” sobre o processo de abolição da escravatura nos Estados Unidos foi confirmado nesta quinta-feira (13) como grande favorito para a temporada de prêmios em Hollywood, ao monopolizar o maior número de indicações para a 70ª edição do Globo de Ouro.

“Lincoln” obteve sete indicações, entre elas melhor filme, melhor diretor e melhor ator (Daniel Day-Lewis) e ultrapassou em duas menções “Argo” e “Django Livre”.

Esses três títulos junto com “A Hora Mais Escura” e “As Aventuras de Pi”, com quatro e três indicações respectivamente, formaram o grupo de finalistas que vão concorrer ao prêmio de melhor filme do ano.

“Os Miseráveis” e “O Lado Bom da Vida” (quatro indicações cada um) medirão suas forças na categoria de melhor filme de comédia ou musical, também disputada por “Moonrise Kingdom”, “Amor Impossível” e “O Exótico Hotel Marigold”.

Considerados a prévia do Oscar, mais por seu alcance midiático que por sua capacidade para prever os vencedores de estatuetas, os Globos de Ouro constam de 25 categorias divididas entre cinema e televisão, nas categorias drama e comédia, e são concedidos a cada ano pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA).

Os membros desta organização, cerca de 90, decidiram com seus votos fazer coincidir as indicações de melhor direção com as de melhor filme de drama, por isso que Spielberg, Ben Affleck, Quentin Tarantino, Kathryn Bigelow e Ang Lee competirão também pelo prêmio de diretor.

No terreno interpretativo destaque para a ausência do espanhol Javier Bardem entre os candidatos a melhor ator coadjuvante por seu trabalho de vilão em “007 – Operação Skyfall”.
Bardem estará na corrida pelos prêmios Critics’ Choice e SAG por esse trabalho.

Naomi Watts conseguiu a única indicação para a produção espanhola “O Impossível”, em seu caso como melhor atriz protagonista em um drama.
Jessica Chastain (“A Hora Mais Escura”), Marion Cotillard (“Ferrugem e Osso”), Helen Mirren (“Hitchcock”) e Rachel Weisz (“The Deep Blue Sea”) serão as concorrentes de Watts por esse prêmio.

Tudo aponta que o ganhador do Globo de Ouro de melhor ator de drama será Daniel Day-Lewis, cuja versão de Abraham Lincoln cativou a crítica e público nos Estados Unidos.
Day-Lewis conseguiu sua sétima indicação aos Globos de Ouro, prêmio que somente ganhou por “Sangue Negro” (2008).

O britânico enfrenta em sua categoria Richard Gere (“A Negociação”), John Hawkes (“The Sessions”), Joaquin Phoenix (“The Master”) e Denzel Washington (“Flight”).

Em comédia e musical, Meryl Streep recebeu sua indicação número 27 e continua aumentando sua lenda nos Globos de Ouro que já venceu em oito ocasiões, a última em janeiro deste ano por “A Dama de Ferro”.

Streep foi candidata nesta ocasião como protagonista de “Um Divã para Dois” e disputará com Emily Blunt (“Amor Impossível”), Judi Dench (“O Exótico Hotel Marigold”), Jennifer Lawrence (“O Lado Bom da Vida”) e Maggie Smith (“Quartet”).

Pelo lado masculino, o prêmio de ator principal em comédia ou musical ficará entre Jack Black (“Bernie”), Bradley Cooper (“O Lado Bom da Vida”), Ewan McGregor (“Amor Impossível”), Bill Murray (“Hyde Park on Hudson”) e quem parece o grande favorito, Hugh Jackman por “Os Miseráveis”.

Na categoria de filmes em língua não inglesa, os indicados são as produções francesas “Intocáveis” e “Ferrugem e Osso”, apesar de “Amour”, o filme austríaco de Michael ganhadora da Palma de Ouro no Festival de Cannes, pareça levar vantagem.

O norueguês “Kon-Tiki” e o dinamarquês “A Royal Affair” completam a lista de filmes estrangeiros indicados.

Em animação, a Disney ficou com três dos cinco finalistas graças a “Valente”, “Frankenweenie” e “Detona Ralph”, ,que lutarão com “Hotel Transilvânia” da Sony e “A Origem dos Guardiões” da DreamWorks Animation.

O anúncio das indicações dos Globos de Ouro aconteceu hoje (13) no hotel Beverly Hilton de Los Angeles, mesmo palco onde vai acontecer a entrega da 70ª edição destes prêmios no dia 13 de janeiro.