Aragon: um dos personagens analisados
em livro sobre cultuado escritor.

Lin Carter (1930-1988) traz uma coletânea de artigos e ensaios sobre a trilogia O Senhor dos Anéis, em O Senhor do Senhor dos Anéis (Editora Record, 224 páginas). O autor, conhecido pela série Conan, mergulha na mitologia de J.R. Tolkien (1892-1973) e desvenda os segredos por trás de um dos mais cultuados escritores.

Com uma pequena biografia de Tolkien, um sumário da trama, discussões sobre gênero, uma lista parcial das fontes de Tolkien e algumas análises de literatura fantástica, o livro de Lin Carter é uma obra de referência tanto para fãs quanto para os que querem conhecer um pouco mais sobre a criação de uma obra-prima.

Carter cria uma instigante viagem pela história das sagas épicas, desde os ancestrais poemas de Siegfried e Brünhilde. Mostra como elas se interligam de forma irreversível ao cerne da obra da trilogia, agora sucesso também nas telas. O livro expõe, ainda, a facilidade e interesse de Tolkien pelo estudo das línguas, especialmente as nórdicas, para o qual tomava como fontes de pesquisa sua mitologia e poemas épicos. Além disso, analisa como essa tradição influenciou o trabalho de Tolkien, revela a origem dos nomes e outras curiosidades sobre a vida e obra do autor.

O livro mostra, ainda, toda a trajetória da obra mais conhecida de Tolkien, desde seus primeiros manuscritos, em 1937, até sua chegada à editora, em 1949, e sua publicação, em 1954. Traz referências de como os primeiros esboços de O Senhor dos Anéis teriam sido lidos por Tolkien para vários de seus amigos, que o teriam encorajado a continuar: a primeira versão do texto foi recusada. Mas com pequenas modificações o livro se tornou um dos maiores sucessos editoriais de todos os tempos. Hoje o mundo é, sem dúvida, dividido entre os que leram O Senhor dos Anéis e os que ainda não o leram.