Começa neste sábado (27) a 35ª Oficina de Música de Curitiba, com um concerto que promete fundir musica erudita e popular brasileira, algo que deve ser a marca desta edição do evento. O tema da atual edição é ‘Misture-se’, o que busca reforçar a ideia de união entre as vertentes erudita e popular da música.

A audição que abre a oficina será às 19 horas, no Teatro Guaíra, e unirá a Camerata Antiqua de Curitiba, o grupo vocal Brasileirão, a pianista Cristina Ortiz e a cantora Jane Duboc, que prestarão uma homenagem ao cantor e compositor carioca Tom Jobim.

Após a abertura, a programação musical seguirá por 13 dias, até o dia 8 de fevereiro. Serão 96 cursos de música erudita e popular brasileira, e aproximadamente 160 eventos entre concertos, palestras, mostra de filmes, entre outras atrações.

Outras atrações marcam a 35ª Oficina, como o show de Toquinho, com a participação de crianças do projeto MusicaR, de Curitiba, o concerto de Martinho da Vila com a Orquestra à Base de Corda e o concerto da Orquestra e Coro de alunos da Oficina no programa Porgy and Bess, de George Gershwin.

Os concertos acontecem em diversos espaços, espalhados pela cidade, como os teatros Paiol e Guaíra, a Capela Santa Maria, o Memorial de Curitiba, a Igreja Luterana e o Bosque Alemão. Foram programados também vários concertos eruditos e populares ao ar livre em parques e praças, além de feira gastronômica e o tradicional “Circuito OFF”, que acontece em 17 bares, com 50 atrações.

A programação completa da Oficina de Música está disponível no site do evento.