Hospital também é lugar para apreciar e praticar arte. É essa a realidade que centenas de crianças e adolescentes vão vivenciar no Hospital Pequeno Príncipe ao longo do ano. Através de projetos aprovados pela Lei Rounet e patrocinados por diversas empresas, ao longo do ano as crianças e adolescentes em tratamento, bem como suas famílias, poderão participar das oficinas dos projetos “Criando Asas II – Fazendo Arte no Hospital Pequeno Príncipe”, “Cancioneiro do Brasil” e “Histórias de Bolso”.

Desde janeiro estão sendo realizadas as oficinas do Criando Asas II, que tem o objetivo de contribuir com a ampliação da experiência artística e cultural das crianças.

Na primeira etapa do projeto, os participantes aprenderam técnicas de linoleogravura, que consiste em criar desenhos através de moldes feitos em pedaços de linóleo. As impressões feitas a partir destes moldes, que também foram realizadas pelas crianças, serão divulgadas em uma exposição que acontecerá no próprio Hospital. Finalizada essa oficina, as crianças terão a oportunidade de participar de atividades de fotografia e artes plásticas.

Já o projeto “Cancioneiro do Brasil” incentiva o desenvolvimento da aprendizagem e a prática de cantigas de roda pelos pacientes, por meio da realização de oficinas de música. Todos os espaços de convívio social – corredores e leitos do Pequeno Príncipe – se transformam em palco para a apresentação de músicas e histórias folclóricas. Sob a coordenação do artista popular Itaércio Rocha, crianças e adolescentes vão participar ainda da gravação de um cd, que apresentará ritmos típicos brasileiros e será lançado no final do ano.

Em março terá início o projeto “Histórias de Bolso”, que promete trazer fantasia e encanto aos pacientes, familiares e colaboradores do Pequeno Príncipe. Com a apresentação e contação de histórias, o projeto vai envolver as crianças nas oficinas de teatralização, proporcionando-as a possibilidade do contato com o mundo da imaginação e expressão verbal e corporal.