Com o objetivo de combater a distribuição ilegal de pornografia pelas redes sociais, como a distribuição de conteúdos que envolvem menores e também vídeos e fotos publicadas por vingança, e também como estratégia comercial, o canal erótico Sexy Hot lançou nesta segunda feira um novo produto. Usuários de todo o Brasil podem acessar um site e se cadastrar com o Whatsapp ou Telegram para receber conteúdos exclusivos do canal, como trechos de filmes, fotos, memes e gifs.

+ Caçadores de Notícias: Imóvel abandonado traz risco à população curitibana e a turistas que visitam Jardim Botânico

Segundo a assessoria do Sexy Hot a ideia é tornar mais “legal” (do ponto de vista da legalidade) a distribuição deste tipo de conteúdo. O grupo foi criado pela agência de publicidade Quintal. “A ideia surgiu após uma pesquisa que o canal fez e identificou alguns perfis de consumo de pornografia no Brasil. Um deles, o ‘fast porn’, recebe, consome e compartilha vídeos curtos para e através de suas redes. Nosso projeto garante que o conteúdo compartilhado seja legal e ainda amplia o alcance da nossa marca para um público realmente interessado naquilo que o Sexy Hot tem de melhor: pornografia de altíssimo nível”,  diz Leonardo Brossa, sócio planejador da Quintal.

Quem tiver interesse de participar deve ter mais de 18 anos e precisa fazer um cadastro no site do projeto. Além dos conteúdos que serão distribuídos, eventualmente serão sorteados cupons de degustação do canal para quem já assina TV à cabo ou satélite e brindes de outros parceiros. O perfil chamado Grupo da Pelada já está no ar.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

A reportagem fez o cadastro e logo foi adicionado a um grupo com a #28, o que nos fez supor que este seria o 28º grupo aberto pelo canal e que a comunidade já reuniria pelo menos 7 mil pessoas. Atualmente, cada grupo pode ter no máximo 256 membros (sem piadas de duplo sentido, ok 🙂

Acesso do Operário rende festa nas ruas e até na maternidade