Cannes – O escritor brasileiro Paolo Coelho, que está em Cannes, entra com prudência no mundo do cinema, que conhece pouco e do qual desconfia. Ao rever a promessa que havia feito de que não voltaria a ceder nunca mais os direitos de seus livros para adaptações cinematográficas, Paulo Coelho foi seduzido pelo “belo projeto” do ator americano Laurence Fishburne (Matrix, Otelo), que pretende transformar O Alquimista em filme.

Inicialmente prevista para acontecer durante o Festival de Cannes, a reunião entre o escritor e o ator para acertar os detalhes de sua colaboração foi adiada para o início de junho e acontecerá em Paris. “Com pesar, vendi os direitos de meu primeiro livro à Warner. Me senti mal durante algum tempo. Hoje, me sinto realmente entusiasmado, porque encontrei em Fishburne o interlocutor ideal, com quem me sinto em osmose intelectual”, explicou Coelho.