d148.jpgTudo pronto para um dos principais shows que o Brasil recebe em 2005. Após 15 anos de espera, os fãs do Pearl Jam poderão acompanhar o quinteto de Seattle (EUA), em cinco shows. A apresentação em Curitiba acontece na quarta-feira dia 30.

O grupo faz parte da safra de bandas grunge que surgiram nos EUA no início dos anos 90s, e mais, é a única que ainda existe e não perdeu sua força. Liderada pelo vocalista Eddie Vedder, é conhecida pela postura anticomercial adotada logo no início da carreira, e, obviamente, por hits conhecidos no mundo inteiro como: Black, Alive, Daughter, Last kiss, entre outros. A turnê brasileira ainda conta com a abertura da banda Mudhoney nos cinco shows. Realizada pela CIE Brasil, Terra e Sony BMG, a turnê passa por Porto Alegre (Gigantinho, dia 28 de novembro), Curitiba (na Pedreira Paulo Leminsky, dia 30 de novembro), São Paulo (dois shows no Pacaembu, dias 2 e 3 de dezembro), e Rio de Janeiro (na Praça da Apoteose, dia 4 de dezembro). Antes de aterrissar em solo nacional, o grupo passou pelo Chile, dia 22, e Argentina, ontem e anteontem. O sucesso foi como o esperado. No Chile, apesar da forte chuva, 25 mil fãs comemoraram a passagem da banda e do show, com duas horas de duração. Vedder retribuiu os aplausos com uma apresentação impecável e agradou o público ao sacar uma garrafa de vinho tinto chileno e tomar alguns goles.

Sobre a origem do nome Pearl Jam, muito se fala e pouco se comprova. Por alguns anos correu a versão de que o nome era uma homenagem à avó de Vedder, Pearl, que faria geléias com efeitos alucinógenos. A versão foi negada pela banda. Já a origem do primeiro álbum não é segredo. Marcando a carreira do grupo até hoje em dia, Ten (1991) emplacou os primeiros sucessos: Alive, Oceans, Jeremy e Even flow. Dois anos depois o Pearl Jam era reconhecido como uma das principais bandas dos EUA.

Amigo dos integrantes do Red Hot Chili Pepers, Vedder chegou até o Pearl Jam graças a essa amizade, mais tarde, as bandas dividiriam o palco em diversos shows. A fase em que o Pearl Jam entra em dificuldades ocorre com a chegada do álbum Vitalogy. Ao adotar uma postura anticomercial, a imprensa boicota o grupo ignorando suas atividades. Mas o grupo não pára. Turnês com o Neil Young seguida de novos álbuns e músicas, tornam a banda cada vez mais querida por uma legião de seguidores.

Em 1998 lançam Yeld, álbum que faz sucesso com as faixas Given to fly, Wishlist e a enlouquecida Do the evolution, música que traz um de seus raros clipes. Em 2000, Binaural, e em 2002, Riot act. Esse último um trabalho mais rebelde, marca a volta do som de início de carreira. Durante a turnê de Riot act, Eddie Vedder ganha espaço na mídia por suas críticas à postura do presidente americano George W. Bush na guerra do Iraque.

 Serviço

Show com o Pearl Jam na Pedreira Paulo Leminski, quarta-feira (30), a partir das 20. Portões abertos às 17h. Ingressos a venda pelo site www.ticketmaster.com.br, lojas Levi?s, Fnac (Barigüi) e Livrarias Curitiba. Inteira a R$ 150 e meia entrada (1 lata de leite em pó) por R$ 75.