A TV Globo optou por manter o personagem do ator Domingos Montagner até o final da novela ‘Velho Chico’. Intérprete de “Santo” na trama global, Montagner morreu afogado no rio São Francisco na última quinta-feira (15), e seu corpo foi velado e enterrado no sábado (17).

Em comunicado oficial à imprensa, a emissora revelou que a história do personagem permanecerá inalterada. Para conseguir sustentar a trama sem o ator, a produção adotou o estilo de gravação com câmera subjetiva, em que a cena é filmada do ponto de vista do personagem.

De acordo com a nota da Globo, o personagem será mantido para prestar homenagem ao ator e “ao grande trabalho realizado por ele na construção de Santo”. O desfecho de‘Velho Chico’, novela das 21h da Globo, deverá acontecer no dia 30 de setembro.

Velório e sepultamento

O corpo de Montagner foi velado na manhã de hoje em São Paulo, em uma cerimônia reservada para amigos e familiares. Centenas de fãs se aglomeravam no Teatro Fernando Torres, onde a cerimônia ocorreu, pedindo que a entrada do público fosse liberada.

Mais tarde, o sepultamento também gerou tumulto de fãs, que entoaram cânticos religiosos e rezaram para o ator nas redondezas do Cemitério da Quarta Parada. Uma área de três quadras do cemitério foi isolada pela guarda civil. Entre os presentes no enterro estava boa parte do elenco de ‘Velho Chico’, como Camila Pitanga, que nadava com Montagner no momento do afogamento.

Montagner deixa a mulher, também atriz Luciana Lima, e três filhos. A família agradece “as manifestações de carinho” em uma mensagem no perfil oficial do ator, no Facebook. O acesso ao túmulo do ator foi bloqueado e só deve ser liberado neste domingo (18).