Depois do fracasso do time de Figo & cia. na Copa, Portugal é aqui. Calma… este é o nome do show que o humorista Diogo Portugal estréia hoje às 21h no Teatro Lala Schneider, em Curitiba, em que traz textos e personagens inéditos e brinca com temas do cotidiano. O público de hoje ainda terá direito a uma degustação do vinho espanhol Don Rioja.

Portugal se lança numa missão quase impossível: fazer o público curitibano “cair na gargalhada”. “O espetáculo está bem diferente de tudo o que Curitiba já viu. A platéia deve se surpreender”, arrisca. Ele se destaca na stand-up comedy, o humor norte-americano baseado em pequenas esquetes diferenciadas, que se unem em torno do tema comum da sátira aos fatos do dia-a-dia, e na caricatura de personalidades. “Brinco com temas como o casamento, fazendo uma sátira da vida a dois, e outras situações corriqueiras. O humor deste show se aproxima do cotidiano e propicia uma identificação imediata do público com os personagens”.

Com uma produção simples “mas requintada”, e direção de Mauro Zanatta, Portugal enfrenta a platéia sozinho no palco, munido apenas da sua habilidade com as sátiras e do seu poder de observação. Mas o rapaz é bom. Seu ponto forte são as imitações e caricaturas de celebridades nacionais e paranaenses. A sua performance como o deputado Rafael Greca, por exemplo, é impagável.

No último mês, paralelamente aos ensaios para o show, Diogo Portugal participou de eventos nacionais, com destaque para as apresentações na Terça Insana, cabaré do projeto Espaço Next em São Paulo. O evento recebeu alguns dos maiores humoristas brasileiros da atualidade. “Tudo isso serviu como preparação para este show, que será o ápice da minha carreira até aqui”, arremata.

***

Em cartaz nos dois próximos finais de semana, de sexta a domingo, às 21h. Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (bônus e estudantes).