Quem é mãe sabe: mesmo com toda a saudade da rotina, a sensação de voltar ao trabalho depois de ter um filho é, muitas vezes, torturante. Esse talvez tenha sido o motivo que levou Pitty a ficar dois anos afastada dos palcos, mas agora ela está de volta e a fim de matar toda a saudade que sentiu nesse período longe. Nesse novo ciclo da cantora, Curitiba vai ser uma das primeiras cidades a ter a chance de ver o retorno de Pitty aos palcos, neste sábado (10), no Teatro Positivo.

Desde que teve sua filha, a pequena Madalena, a cantora se afastou da estrada, mas não totalmente dos palcos: fez apresentações ocasionais e pequenas participações, incluindo a vinda a Curitiba em maio deste ano para o Coolritiba, quando cantou com Emicida, na Pedreira Paulo Leminski. “Mas confesso que senti falta de tudo. De mim mesma, da minha identidade. Não estar nos palcos é estar longe da minha essência, é vital para mim mesma, por isso estou muito feliz em poder compartilhar ideias e sons novos com meu público”, comentou a cantora, em entrevista à Tribuna do Paraná.

Segundo Pitty, ser mãe foi algo que a fez olhar as coisas (não só a vida, mas o trabalho também) com outros olhos. “A maternidade é uma coisa que mexe muito profundamente com a gente, não só fisicamente, mas emocionalmente. É como se você descobrisse ‘uma você’ dentro de você, uma outra camada, que faz parte da mesma. É mais um pedaço da matrioska (boneca russa que vem com outras bonequinhas dentro) que se abre”, disse.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Show da cantora acontece neste sábado, no Teatro Positivo. Foto: Divulgação
Show da cantora acontece neste sábado, no Teatro Positivo. Foto: Divulgação

Rompendo com os moldes tradicionais

Nesse retorno, a cantora preparou um show completamente diferente do que já tinha feito. Depois de uma turnê anterior bem tecnológica, ela agora quer experimentar algo mais intimista e ousou: a organização desse novo show foi feita de forma diferente, com as apresentações acontecendo junto com o lançamento das músicas que vão entrar no novo disco, que ainda não foram totalmente divulgadas e que estão saindo aos poucos.

Contrariar os moldes tradicionais, nos quais primeiro é lançado um álbum e depois a turnê, é algo que Pitty disse buscar desde o começo. “Sempre fui assim. Desde o começo, sempre achei interessante e desafiador quebrar os paradigmas, ir pela contramão, encontrar novos jeitos de fazer, ao invés de somente seguir uma cartilha pré-estabelecida”, disse ela, completando achar que isso enriquece todo o processo. “Não só o meu, mas o processo criativo coletivo como um todo, em termos de cena, de mercado, de criação de público”.

+Leia também: Fernanda Lima bloqueia comentários no Instagram após ataques de internautas

Posicionamento político pós-eleições

Posicionando-se ativamente sobre a política desde o começo do período das eleições deste ano, Pitty disse que agora, depois que toda a turbulência passou e que os ânimos começam a diminuir o grau de dimensão, ainda é preciso cuidado. “Nós precisamos escutar o outro, respeitar o direito do outro ser e viver como ele quiser. Também temos que exercitar e fortalecer a democracia cada vez mais”, defendeu.

Ela, que já se apresentou em Curitiba em várias outras oportunidades, com show até em praça pública e gratuito, prometeu surpreender. “Sempre achei o público daí muito caloroso e receptivo, só tenho boas lembranças. Dessa vez, é um show completamente diferente dos anteriores, então as pessoas vão ver várias novidades”, finalizou a cantora, dizendo estar ansiosa para a apresentação que está prevista para começar às 21h30. Os ingressos custam a partir de R$ 80 (meia-entrada) e podem ser comprados pelo site do Disk-Ingressos ou, no dia, na bilheteria do Teatro Positivo.

Filme sobre Chacrinha com Eduardo Sterblitch e Stepan Nercessian estreia nesta quinta