Autoridades suíças afirmaram que o diretor Roman Polanski ficará na cadeia pelo menos até sexta-feira. Ele precisa de mais tempo para pagar sua fiança de US$ 4,5 milhões.

Um porta-voz do Ministério da Justiça informou que o cineasta não passará para a prisão domiciliar em seu chalé nos Alpes até toda a quantia ser paga. O porta-voz disse hoje que o pagamento é esperado para os próximos dias.

Todas as outras condições já estão dadas para que Polanski permaneça em prisão domiciliar, sob monitoramento eletrônico por meio de um bracelete. O diretor de 76 anos não poderá deixar o chalé em Gstaad até que a Suíça decida se o extradita para os Estados Unidos.

Polanski foi preso em 26 de setembro após viajar a Zurique para receber um prêmio em um festival. Ele foi condenado por autoridades norte-americanas por abuso sexual contra uma jovem de 13 anos, em 1977.