O Trama Universitário continua sua programação de 2005 a todo o vapor, realizando, neste mês, festas encabeçadas por Rappin Hood, que também conta com participações do rapper Parteum, do DJ Marcelinho e seu grupo Beat Choro e da banda Totonho e os Cabra. Depois do sucesso das festas do mês passado, com do Cordel do Fogo Encantado no Circo Voador, no Rio, e na Casa das Caldeiras, em São Paulo ? inclusive esgotando os ingressos dois dias antes do espetáculo ? o projeto Trama Universitário invadiu o litoral paulista, e agora o sul do país. A primeira apresentação aconteceu em Santos, dia 6 de maio (6a. feira), no Bar Batana, quando a noite foi aberta pelo DJ Marcelinho e o grupo Beatchoro. Depois foi a vez de Porto Alegre, dia 10 de maio (3a. feira), no Bar Opinião. Hoje (12) em Florianópolis, no John Bull. Curitiba recebe o evento amanhã (13 de maio) no Espaço Callas. Nestas três festas no sul, Rappin? Hood faz shows ao lado de Parteum. E, para encerrar o mês, é a vez de São Paulo, dia 19 de maio (5a. feira), na Casa das Caldeiras, quando o show é aberto pelo grupo Totonho e os Cabra. No total, serão 35 apresentações do TU neste ano, mas desta vez não nos campi, e sim em casas noturnas, para atrair alunos de várias instituições. Todas as festas são gratuitas para universitários cadastrados no site.

O Trama Universitário está em ação desde agosto de 2004 através de algumas parcerias. A idéia é reunir a comunidade acadêmica em torno de três pilares: música, informação e trabalho. Além de shows com artistas da gravadora Trama estão entre as atividades: palestras com profissionais de várias áreas, encontro de mídia universitária, uma agência de notícias que interliga veículos e estudantes de todo o país, banco de currículos de estagiários e um portal na internet que reúne todos os dados relacionados ao projeto.

Nas festas do sul, Parteum tocará músicas do novo CD, o Raciocínio Quebrado, e será acompanhado por DJ Suissac (pickups) e Secreto (vocais), seus parceiros no Mzuri Sana, cujo disco de estréia em 2003 é o prólogo desse Raciocínio. O produtor e rapper é a famosa exceção que confirma a regra: vindo da periferia, se educou em inglês, hip hop e na fina arte do skate. Tornou-se profissional sobre as rodinhas, estudou design e viveu por um tempo na Califórnia. Só sendo diferente pra fazer a diferença. Foi com essa intenção que iniciou, em 2000, seu processo de interferência efetiva no rap nacional ­ após dois anos de treinamento e aprendizado, com direito a verdadeiras aulas de música (em geral) e programação de beats (em específico), com o maestro e produtor Beto Villares. Polivalente, foi o cérebro por trás da coletânea Direto do Laboratório, já produziu faixas e remixes para nomes de peso como Rappin´ Hood, Zélia Duncan, Tom Zé, Nação Zumbi e Ed Motta.

Já seu irmão, Rappin Hood tocará músicas do novo CD, Sujeito Homem 2, e antigos sucessos como ?Sou Negrão?. Ele dividirá o palco com DJ Luciano (pickups), Belo (percussão), Bocão (percussão) e Aldo (vocais). Um dos maiores nomes do rap brasileiro, Rappin Hood vai apresentar algumas músicas do aguardado Sujeito Homem 2. Se antes o rapper já flertava com o samba e outros ritmos em seu álbum de estréia, agora, em sua continuação, ele aprofunda sua ligação com o samba, fazendo, em algumas faixas, praticamente samba-rap. Nesse novo trabalho, ele propõe uma inventiva e criativa fusão entre rap, samba e MPB. Não à toa, Sujeito Homem 2 é palco de participações grandiosas, como Jair Rodrigues, Zélia Duncan, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Arlindo Cruz, entre outros.

Abrindo a festa de Santos, o DJ Marcelinho, ex-Câmbio Negro e autor do disco ?Riscando Um?, lançado pela Trama, apresentou seu projeto Beat Choro, onde aproxima o hip hop de gêneros brasileiros como samba e chorinho. O grupo foi uma das atrações das festas Trama Universitário de março, ao lado do cantor Otto. Já na festa de São Paulo, além do show de Rappin? Hood, também se apresenta a banda Totonho e os Cabra, às vésperas de lançar seu segundo CD, produzido pela dupla Berna e Kassin e pelo diretor da Trama Virtual, Carlos Eduardo Miranda. O grupo, liderado pelo carismático Totonho, visita diferentes praias da música regional brasileira, mas com uma pegada puxada entre o funk, o hip hop, a música eletrônica e o jazz livre.

Para ter acesso às festas, os estudantes devem se cadastrar pela internet no site www.tramauniversitario.com.br, imprimir um vale-ingresso nominal e intransferível, válido somente com a apresentação de RG e comprovante de matrícula em instituição de ensino superior (carteirinha da UNE ou da faculdade ou comprovante de matrícula) e, junto com 1kg de alimento não-perecível, trocá-lo na bilheteria do Espaço Callas (Curitiba) ou da Casa das Caldeiras (Curitiba). Como a proposta é promover um grande encontro de estudantes universitários, não será possível levar acompanhantes que não o sejam.

Serviço:
Curitiba – PR
Data: 13 de maio, sexta-feira.
Shows: Parteum e Rappin Hood
Local: Espaço Callas ? Rua Piquiri, 275 – Rebouças
Horário: A partir das 22h.
Ingresso: Gratuito e exclusivo para estudantes universitários, que só terão acesso ao show, ao se cadastrarem e seguirem as instruções em www.tramauniversitario.com.br (descrição abaixo).

São Paulo
Data: 19 de maio, quinta-feira.
Shows: Rappin Hood. Abertura por conta de Totonho e os Cabra.
Local: Casa das Caldeiras
Horário: A partir das 22h.
Ingresso: Gratuito e exclusivo para estudantes universitários, que só terão acesso ao show, ao se cadastrarem e seguirem as instruções em www.tramauniversitario.com.br (descrição abaixo).