A Record desistiu de fazer a versão da novelinha teen “Rebelde”. Anunciada pela emissora como o primeiro fruto da parceira da rede com a Televisa, “Rebelde” perdeu a vez para “Bela, a Feia”, que estreia hoje, e agora foi enterrada de vez. A febre latina de “Rebelde” passou e, com ela, o entusiasmo da emissora pelo projeto.

A adaptação do texto de “Rebelde” chegou a ser iniciada pela autora Margareth Boury antes mesmo de “Bela”. Com a troca, a emissora prometeu colocar a novela teen no ar na sequência. Para tanto, até um concurso nacional que escolheria parte do elenco foi criado e tinha previsão de estrear na emissora no segundo semestre deste ano. Tinha. A Record percebeu que o produto exige um planejamento mais elaborado, já que envolve a criação de um grupo musical que deveria se apresentar além das gravações da novela.

À procura de um novo texto da Televisa para suceder “Bela”, a Record busca agora um folhetim leve, com romance e boa dose de humor. É claro que isso depende do sucesso do primeiro fruto dessa parceria de 5 anos.