Uma espécie de papo de botequim em cima de um palco e com muita música. Assim será o espetáculo Como se fosse um poema, que acontece hoje, às 20h30, no Guairinha.

O show vai reunir compositores, músicos, instrumentistas e artistas para contar a história da música em Curitiba desde a década de 1960. No repertório estão apenas composições próprias dos músicos, principalmente daqueles que não obtiveram espaço na mídia apesar do talento. Será a união de artistas com mais de 50 anos de carreira com os novos músicos curitibanos.

O espetáculo é uma promoção da Orquestra Viola & Cantoria, junto com o Espaço Cultural Bardo Tatára, onde gente que gosta de música se reúne para discutir a produção musical no Paraná e o Brasil.

A orquestra, que também se apresenta no show de hoje, é fruto do movimento da Associação dos Amigos da Viola e Cantoria, que pesquisa e regasta manifestações artística e culturais, entre elas a música de raiz.

“Este é um espetáculo para mostrar nossos artistas para o nosso povo”, resume José Candido de Moraes, que faz parte da associação e também da orquestra, que possui 25 integrantes. São 20 violas mais violão, contrabaixo, percussão e vozes.

Sobem no palco: Tatára; Rubem e Marco Rolim; Vanessa e Fabiano; Cândido; Rafa Gomes; Edgar Renne; Elian e Claudio Avanso; Gilmar; José Oliva; Mauro Barbosa; e a orquestra Viola & Cantoria.

“Percebemos nos nossos encontros a presença de compositores antigos e de agora. Por isso vamos fazer um bate-papo sobre o passado e vamos mostrar algumas composições desde a década de 1960. A apresentação será fechada com a orquestra, que dá a oportunidade de subir no palco para quem estuda música”, comenta Moraes.

Ele considera o show como uma homenagem a Curitiba e ao Paraná. O espetáculo terá bossa nova, reagge, swing, baladas e música de raiz. “Será um encontro eclético em termos de estilo”, garante.

A intenção da organização é, até o final do ano, realizar mais oito shows como este com outros artistas. Ingressos a R$ 15, na bilheteria do teatro ou no Espaço Cultural Bardo Tatára (Avenida dos Estados, 810, Água Verde).