Luiza Dantas/Carta Z Notícias
Lidi Lisboa: ?Sortuda?.

Lidi Lisboa não sabe até quando Tatiana, sua personagem de Paraíso tropical, vai ficar no ar. Mas já imagina que vai sentir muita falta do trabalho depois que suas cenas acabarem. Em seu quarto trabalho na tevê, a atriz comemora a conquista de um papel no horário nobre e, segundo ela, um excelente retorno de público. Ela diz que as cenas românticas com Bruno Gagliasso ajudam no sucesso da personagem. ?Não posso passar por uma roda de garotas que elas logo falam o quanto sou sortuda?, explica, referindo-se às tomadas ?calientes? que grava ao lado do galã, que vive o ?bad boy? Ivan.

Aos 22 anos, Lidi não tem dúvidas de que este trabalho marca uma nova fase em sua carreira. Desde que estreou, aos 16 anos, em A padroeira, a morena sonha com um papel com o destaque que Tatiana tem no horário nobre. E mesmo com os avisos da direção e do autor de que não ficaria até o final da novela, Lidi espera que alguma coisa mude e a personagem possa ganhar uma nova função na trama. ?Estou consciente, mas não custa nada fazer pensamento positivo. Tenho muito prazer com este trabalho e espero colher mais frutos a partir de agora?, torce a atriz, que tem contrato com a emissora só até o próximo mês.

Ficar sem trabalho não é um problema. Até porque, tentando a carreira de atriz há quase dez anos, a moça já fez testes para inúmeros papéis, mas ainda não conseguiu realizar um de seus maiores sonhos: fazer cinema. Outro projeto é voltar aos palcos, já que sua última peça, Homens, ficou apenas algumas semanas em cartaz.

Paranaense

Lidi é de Guaíra, no Paraná. Quando nasceu, sua mãe tinha apenas 13 anos e os avós preferiram assumir a educação da criança. Ao completar o nono aniversário, a então menina se mudou para São Paulo e foi viver com a mãe. Foi quando passou a fazer testes para comerciais na tevê. No começo, foi a dureza de sempre, sem nenhum resultado positivo. Para a atriz, foi bem mais fácil entrar na tevê em novelas do que fazer campanhas como modelo. ?Várias amigas minhas já fizeram dezenas de comerciais, mas nunca conseguiram um papel. Eu, aos 16 anos, estava na Globo, mas nunca gravei um comercial?, compara.

De todos os trabalhos que fez até hoje, o que rende as melhores recordações é Jurema, sua personagem no infantil Sítio do picapau amarelo. Apesar dos dois anos que ficou atuando em Malhação, interpretando a aluna aplicada Aline, Lidi confessa que foram tempos de muita cobrança e pressão. Como se tratava de uma menina ?CDF? e muito inteligente, o texto sempre tinha expressões e palavras confusas. ?Eu tinha medo de não conseguir decorar e levar bronca?, minimiza. Lidi diz que tinha pouco a ver com a personagem, uma ?CDF?, e assume que repetiu algumas séries na escola. ?Por causa do excesso de trabalho?, justifica.