A Sinfonética Comunitária Flutuante se apresenta nesta sexta-feira (25/11), às 20h, no Conservatório de Música Popular Brasileira, com a participação do clarinetista e saxofonista Sérgio Albach.

O curitibano Sérgio Albach é formado em Licenciatura em Música pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP). Foi diretor musical dos espetáculos "O Auto da Feira" de Gil Vicente, "Bandoleiro" dos Mixiricas Aborígenas e "Como Uma Pêra" de Rocio Infante. Tocou na Orquestra Sinfônica do Paraná entre os anos de 1988 e 1991. Com o violonista João Egashira, realizou os projetos "No TUC tem Choro" e "Choro no Sebo". Já atuou ao lado de Altamiro Carrilho, Joel Nascimento, Chico Mello, Luiz Otávio Braga, entre outros.

Atualmente Albach é professor e regente da Orquestra À Base de Sopro do Conservatório de MPB de Curitiba, onde também foi diretor artístico durante os anos de 2002 e 2003. O músico também se dedica à pesquisa do choro brasileiro.
Neste final de semana ele é o convidado da Sinfonética – grupo aberto de música instrumental – que tem como principal característica a improvisação. Músicos de diversos instrumentos são convidados a compartilhar partituras de um repertório que privilegia Hermeto Pascoal e seu "Calendário do Som". Para as apresentações no Conservatório um grupo base de integrantes é formado. Nesta apresentação ele é formado por Glauco Sölter (baixista e criador da Sinfonética) e Davi Sartori (teclado).

Serviço
Sinfonética Comunitária Flutuante
Data: 25 de novembro
Horário: 20h
Ingressos: R$ 5,00 e R$ 2,50 (estudantes)
Local: Conservatório de Música Popular Brasileira ? Rua Mateus Leme 66
Informações: 3321-2839