A 2nd Floor da Ellus encerra hoje a maratona de desfiles da São Paulo Fashion Wee – SPFW – e vai coroar o final da temporada com uma superfesta em parceria com a revista Mag!, que completa um ano de vida. A Ellus 2nd Floor é um projeto revolucionário que começou quando Ricardo Gonzales, um dos grandes nomes do marketing de moda, ainda trabalhava para a marca (agora, ele está na Cavalera).

Gonzales juntou nomes da novíssima geração de estilistas, camiseteiros, ilustradores e colocou o trabalho dessa turma para ser comercializado no segundo andar da loja da Oscar Freire, em São Paulo. E foi um sucesso! Não só por dar espaço a novos criadores, mas também por trazer a idéia de cooperativa de moda para o Brasil. Hoje, com o primeiro desfile da Ellus 2nd Floor no SPFW, a idéia deu um passo adiante. Agora, o trabalho dos atuais 17 estilistas (14 de roupas e 3 de acessórios) deve formar uma coleção – com todo o peso que a palavra traz.

Um dos desfiles mais emocionantes desta edição do SPFW (um dos… porque tiveram vários) foi o de Ronaldo Fraga. Ele apresentou uma coleção de verão toda inspirada na história e na música da cantora Nara Leão, musa da música brasileira dos anos 60s, 70s e 80s. Segundo o estilista, a paixão pela cantora vem desde os três anos de idade. O desfile teve ainda a vocalista do Pato Fu, Fernanda Takai, cantando ao vivo a música inspiração da coleção, O barquinho. Teve gente que encheu os olhos de lágrimas. Destaque também para Reinaldo Lourenço, que elegeu o couro como principal matéria-prima da sua coleção de verão. O material deu forma a casacos, saias, shorts e vestidos de alfaiataria.

E com nova designer no comando (Karen Fuke), a Triton fez um desfile de cores vibrantes: pink, vermelho e roxo, misturadas com estampa de oncinhas, brilhos, dourado e uma bocona vermelha, inspiração tirada do mulherão que pilota o grupo Black Eyes Peas, Fergie. A cintura alta e marcada, que é uma tendência da estação, impera. Outra que arrasou, com um desfile que levou muitos famosos ao Shopping Iguatemi, foi a estilista Gloria Coelho, que teve a ajuda de seu filho Pedro Lourenço para montar a coleção masculina, novidade para a estilista que até então só criava roupas para mulheres. Gloria retirou dos bailes de máscara de Veneza as referências para a sua coleção de verão. Colants e macacões pretos são usados por baixo de capas e vestidos transparentes. As famosas máscaras enfeitam vestidos e surgem nas cores amarelos, azul, rosa, verde, além do branco e preto. Arrasou.