Em tempos em que o humor pode ser visto como grosseria ou preconceito, Tom Cavalcante continua seguindo sua fórmula de trabalho, que fez muito sucesso no passado e continua fazendo o público rir. Com seus personagens icônicos, como o pra lá de conhecido João Canabrava, o humorista se apresenta neste sábado (24) em Curitiba, com o Stomdup.

“Sou um artista que preza pela qualidade do humor. Humor que ajuda a ganhar consciência e faz rir, que é exatamente o oposto dessa intolerância instalada no país”, comentou Tom, em entrevista à Tribuna do Paraná. Com seu jeito único de tirar a risada das pessoas, o humorista disse que tem sentido falta do brasileiro brincalhão. “Aquele que vê a vida sem ‘mimimi’. Precisamos ser menos polarizados e mais unidos”.

Mesmo com tanto tempo de carreira, o humorista hoje em dia concorre com os vários nomes que surgiram depois dele, mas isso não é visto de maneira negativa por Tom Cavalcante. “Mostra evolução de um povo e a possibilidade variada de talentos a serem apreciados. Para não ficar de fora da onda, estou sempre renovando e acompanhando as novas tendências, mas sem perder a minha essência”.

Recentemente, ao participar do programa do Faustão, da Globo, Tom contou que teve uma experiência diferente relacionada justamente ao “politicamente correto”. “Imitei a Pabllo Vittar, um novo personagem. Enquanto algumas pessoas que são contra o humor e só pensam no politicamente correto me criticavam, falando até em homofobia, eu recebia mensagem da própria Pabllo me aplaudindo e colocando corações, agradecendo”, destacou.

O famoso Canabrava também é interpretado no show. Foto: Epitácio Pessoa/Divulgação.
O famoso Canabrava também é interpretado no show. Foto: Epitácio Pessoa/Divulgação.

Tom acredita que, atualmente, uma das principais funções do humor, além de fazer rir, é também a de informar e conscientizar ainda mais neste momento de problemas políticos e sociais que o país enfrenta. “Quem for ao meu espetáculo vai poder sentir o humor funcionando exatamente nessa pegada de informar, fazer gargalhar e conscientizar. Stomdup é para os que estão de boa com o mundo”.

Com várias passagens por Curitiba, o humorista disse ser fã da cidade. “Tenho muitos amigos que moram aí e lembro sempre das noites frias lotando o Guaíra. Agora é hora de lotar a Ópera de Arame e continuar bem próximo dessa cidade que me abraçou desde os tempos da escolinha do Professor Raimundo, do mestre Chico Anísio. Quero todo mundo comigo”, convidou. Os ingressos custam a partir de R$ 60 e podem ser comprados pelo Disk-Ingressos.